• Postado por Tiago

Em partida iluminada do atacante Schwenck, o Figueira venceu de virada por 2 a 1 o Atlético-GO, ontem à noite, no estádio Orlando Scarpelli. O resultado foi embalado pelo torcedor alvinegro, que volta a confiar na equipe, cada vez mais perto do grupo dos quatro times que sobem pra elite do Brasileirão. O time soma agora 39 pontos, sobe provisoriamente pra sexto lugar e só perde a posição se a Portuguesa vencer o Ipatinga hoje. “Ficamos 10 dias concentrados para este trabalho e Deus nos honrou com estes dois gols. Temos que contar com a sorte, mas ela só vem para quem trabalha”, lembrou Schwenck ao final da partida.

O confronto teve também outros destaques. O volante Roberto Brum, recém-chegado do Santos, fez uma baita estreia. “Sabíamos que viríamos pra contribuir com o Figueirense”, garantiu o jogador.

Pro goleiro Wilson, a empolgação da torcida validou o resultado. “Foi mais uma decisão em casa e conseguimos passar. Estão todos de parabéns. O inicio do jogo foi difícil. O torcedor também jogou junto e mostrou que aqui dentro a gente faz a diferença”, lembrou o arqueiro.

Sai nhaca!

Com dificuldade pra se encontrar em campo, o Figueirense foi surpreendido aos sete minutos. Elias mandou cruzamento na medida para Antônio Carlos, que subiu sozinho e marcou, sem chance de defesa pra Wilson. O gol do Dragão deixou mais desarranjado ainda o Figueira, que só esboçou reação aos 18 minutos. Numa arrancada sensacional, Fernandes passou pra Rafael Coelho, que mandou a paulada no travessão. A cena se repetiu três minutos depois com Egídio, que cobrou falta e também acertou o poste.

As investidas deram mais segurança ao Alvinegro, que seguiu nas ofensivas até que conseguiu uma falta perto da entrada da grande área. Na cobrança, Schwenck acertou um chutaço e fez a gorducha balançar as redes. O primeiro tempo acabou com o Figueira mandando em campo e com o torcedor empolgado, aplaudindo o time na saída pro vestiário.

A virada

Os dois times voltaram sem alterações pra segunda etapa. O Figueira veio na mesma toada, mas a teimosa da bola fazia de tudo pra não entrar. Até que aos 38 minutos, depois do técnico Márcio Araújo ter perdido Rafael Coelho, que voltou a sentir a coxa, Schwenck, ou melhor, “Showenck” fez o segundo dele. O atacante bateu falta da intermediária, a redonda desviou, matou o goleiro Márcio e encontrou o fundo da rede: 2 a 1 Figueira.

A torcida enlouqueceu e a sexta-feira foi curta pra comemoração dos alvinegros, que seguem sonhando com o retorno à série A.

O Figueira terá uma semaninha de folga e treinos. Só volta a jogar no outro sábado, contra o Paraná, em Curitiba.

  •  

Deixe uma Resposta