• 31 jul 2009
  • Postado por Tiago

Vai passar amanhã, na RBS TV, às 12h, o último capítulo da série “Dez ilhas e um mundo”, da dupla peixeira Flávio Oliveira e Diego Lara. Os rapazi estiveram 20 dias nos Açores para rodar o documentário, que explica como se deu o povoamento açoriano na Santa & Bela e sua herança cultural.

No primeiro capítulo, que tá à disposição no saite da produtora, os meninos contam como se deu o povoamento do litoral catarina, desde a chegada dos 400 pioneiros, em 1748. “Ao contrário do que pensam, quem veio para Desterro, a antiga Florianópolis, não foram assassinos desterrados, e sim casais em idade reprodutiva para povoar o sul do Brasil, que estava na mira dos espanhóis”, revela Flávio.

Ele conta que em Floripa havia apenas 300 habitantes quando os açorianos chegaram, e eles tiveram que se virar nos 30 para viver em condições adversas. “Os açorianos não eram pescadores e, sim, agricultores, já que as praias de lá não são rochosas. É por isso que não herdamos muito da culinária de lá, pois eles não tinham os mesmos ingredientes e tiveram que aprender a comer outras coisas, como o peixe e a mandioca”, esclarece.

O segundo capítulo tratou da herança dos antepassados açorianos, principalmente na religiosidade, refletida no culto, até hoje, de festas como a do divino espírito santo.

No último capítulo, a dupla centrou foco no futuro da cultura açoriana e entrevistou uma brusquense que faz mestrado de biologia marinha por lá. Os rapazi também já tão se preparando para a nova produção sobre a vida de Nereu Ramos, o único presidente catarinense do Brasil. E uma ficção sobre um casal em conflito. Para acessar os vídeos da dupla, dá uma olhada no saite www.tac.art.br.

  •  

Deixe uma Resposta