• Postado por Tiago

Agentes do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico do Rio Grande do Sul apreenderam cerca de um quilo de merla, droga derivada da cocaína e considerada mais prejudicial que o crack, nesta terça-feira, dia 16, em Porto Alegre.  No local também foram apreendidos cerca de 13 quilos de maconha e três quilos de cocaína.  Segundo a Polícia Civil, a merla é cinco vezes mais potente do que a cocaína, mas com efeitos mais devastadores devido às substâncias químicas usadas em sua produção.

O delegado titular do Denarc, João Bancolini, disse que esta é a primeira vez que a droga é apreendida no estado.  A droga foi apreendida em uma casa abandonada e que serviria de depósito para os traficantes.  Segundo a polícia, a merla é muito apreendida nas regiões Sudeste e Centro-Oeste do país.

Fabricada em laboratório, a droga tem cor amarelada.  Ela é fumada em cachimbo ou colocada em meio a cigarros de tabaco ou maconha.  Ainda de acordo com o Denarc, na preparação da merla, a droga recebe ácido sulfúrico, querosene e cal virgem.  O resultado é uma pasta com 40% a 70% de cocaína.

Entre os efeitos estão a queda dos dentes, depressão, alucinações, dificuldade de respirar e estado de coma.

  •  

Deixe uma Resposta