• Postado por Tiago

pagina-7-abre-g---construção-cip---brigitte-bardot-(23)

Reunião rolou na câmara de Cambu

O governo da Santa & Bela apresentou a proposta de construir um centro pros mini-malacos que vai custar cerca de R$ 8 milhões. O plano mirabolante foi apresentado ontem de manhã na câmara de Cambu, durante uma reunião da comissão de segurança, que resolveu assumir mais esse pepino, enquanto não resolve de uma vez por todas o rolo da obra atravancada da penitenciária da Canhanduba. O prédio abriria as portas com a capacidade no limite e ofereceria ginásio, teatro e até oficina pros moleques encrencados com a dona justa.

A unidade teria um centro de Internamento Provisório (CIP) e um centro Educacional Regional (CER). Num lado o complexo guardaria os bandidinhosmirins e, no outro lado, ofereceria um trampo e afazeres pra que a turma encrencada com a lei possa voltar pra sociedade regenerada. Pelo projeto, o prédio seria quase um hotel cinco estrelas.

Construído num terreno doado pelo município ao lado do posto Irmãos da Estrada, em Balneário Camboriú, o centro contaria com sete alojamentos, oficina multiuso, ginásio de esportes e até teatro. Pra evitar as fugas, o lugar seria equipado com sistema de monitoramento de primeiro mundo.

Pelo plano, o centro modelo seria construído e mantido pelo Estado. Ainda não há definição sobre quem vai bancar os quase R$ 10 milhões. Parte da bufunfa será pedinchada ao programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) e outra parte seria tirada da secretaria Especial de Direitos Humanos, do governo federal.

O vereador de Balneário Camboriú, José Carlos Hannibal (PP), que é um dos integrantes da comissão de segurança, só acredita que a proposta mirabolante saia do papéli se os municípios do Itajaí, Balneário Camboriú, Camboriú e Itapema se juntarem, já que o governo do estado tem se enrolado até pra fazer as obras da penitenciária da região. ?Teremos que buscar a união pra, se possível, conseguir uma verba através do governo federal, pois o Estado diz que não tem dinheiro e os municípios têm menos ainda?, lascou.

  •  

Deixe uma Resposta