• Postado por Tiago

Depois de passar 10 anos pedinchando, o povão que vive no bairro Monte Alegre, em Camboriú, pode começar a contar os dias pra velar seus mortos num lugar decente. A prefa promete investir uma fortuna pra construir uma capela mortuária no terreno da rua Samambaia. A obra deve começar esta semana e vai custar quase R$ 145 mil.

A ordem de serviço pra construção rolou na sexta-feira, num blablablá entre o prefeito em exercício, Milton Antonio da Silva, e puxa-sacos de plantão, no terreno onde será colocado o prédio de pé, ao lado do centro de Aprendizagem e Integração de Cursos (Caic) Jovem Ailor Loterio.

Pelo projeto, a capela terá pouco mais de 177 metros quadrados. Na primeira etapa da construção será feita a capela mortuária, uma salinha de administração, um depósito e três banheiros, sendo que um deles será adaptado pra portadores de necessidades especiais. Ainda será construída uma pequena cozinha pra comunidade ter onde fazer os comes e bebes, enquanto reza por aqueles que se foram.

Assim que a obra ficar nos trinques, será feito um levantamento das necessidades do povão pra avaliar se é necessário dar a largada na segunda parte da construção. “A segunda etapa da obra abrange a construção de outra capela e deve ser construída conforme a necessidade da comunidade”, explica o secretário de Planejamento Urbano, Rodrigo Meirinho Morimoto.

A prefa vai tirar R$ 144.670 dos cofres pra tornar a capela uma realidade. Quem vai tocar a obra e levar a bufunfa é a empresa Açu Construtora e Incorporadora, que ganhou a licitação e deve colocar a mão na massa ainda esta semana. Pela previsão do secretário de Planejamento, se não chover na região, a construção deverá terminar até o início de maio.

Dez anos de espera

O povão que vive nos bairros Monte Alegre, Conde Vila Verde e Tabuleiro implora pela construção da capela há 10 anos. Até hoje, quem não quer velar os mortos em casa tem que simandar pro bairro Rio do Meio, que fica há uma hora do centro da city, onde fica a capela mortuária mais próxima. “Ás vezes a família não quer velar seu ente querido na residência e não tem condições de pagar pra ir até o Rio do Meio”, conta o vereador Antônio Paulo da Silva Neto, o Piteco (PSC), que levanta a bandeira da nova capela junto com a comunidade. Camboriú tem dois cemitérios, um fica no bairro Rio do Meio e outro no centro da cidade.

  •  

Deixe uma Resposta