• Postado por Tiago

INTERNA_15_base-esquerda---obras-na-santa-lídia-de-penha_foto-carmem-miranda-(6)

O problema maior tá na frente da igrejinha, onde a estrada ficou interditada

Dona M.P.W., 50 anos, já tá sacuda com a obra de calçamento da estrada geral da Santa Lídia, na Penha. Em frente à igrejinha católica do bairro, caminho pra quem quer ir da Santa Lídia pro Gravatá, a passagem foi trancada pra motocas e carangos.

A rua tá com lajota revirada pra tudo quanto é lado. Por conta disso, os veículos têm que passar por cima da pracinha ou desviar pelo morro do Bugre, o que aumenta o caminho em pelo menos mais cinco quilômetros. ?Custava fazer a obra de um lado primeiro e liberar o outro??, questiona dona M. ?Eles não têm capacidade pra isso e fecham a rua toda. A gente reclama e fazem pouco caso ainda?, lasca a denunciante.

A bronca de dona M. não é compartilhada por quem mora pertinho da igreja, onde tá o auge do problema. Ladir Odeli, 40, alfineta a vizinha dizendo que esse tipo de reclamação é de quem tem cabeça pequena. ?Tem que atrapalhar, tem que ficar ruim, pra ficar bom depois. A gente esperou tanto pelo calçamento e agora tem gente que reclama?, debulha.

Seu Antônio Custódio, de 87 anos, andava de ziquinha e teve que desviar das lajotas e dos buracões da estrada quando foi abordado pelo DIARINHO. Mesmo assim, não reclamou. ?Não tem problema desviar por aqui. E isso é temporário, logo fica bom?.

  •  

Deixe uma Resposta