• Postado por Tiago

CANTO-PAGINA-14-r---rua-osni-mello---fazenda.jpg-(5)

Rua tá virada numa nojeirada

Uma obra do Semasa, para implantar uma nova rede coletora de esgoto, foi iniciada na Fazenda, em Itajaí. Desde o começo do serviço, os moradores da rua Osni Mello vivem comendo poeira ou no meio da lama, nos dias de aguaceiro. Os moradores tão de saco cheio e pedem uma solução rápida pro aperreio.

Nos dias de chuva, passar de carango exige muita concentração pra não deslizar na estrada. Já quando o solzão aparece, os moradores são obrigados a comer poeira, literalmente. Ultimamente, o comerciante Ademir Morelli, 59, não tá podendo mais limpar a calçada do seu supermercado, que todo santo dia é invadido pela poeirada.

Ele também reclama dos montes de areia que o Semasa deixa depositado no estacionamento do ginásio de esportes Ivo Silveira. ?Quando tem jogo, não tem onde parar o carro. Eles ocuparam todos os lugares?, explicou.

Rafaela Tonini, 29, que também trabalha na rua Osni Mello, não guenta mais as obras. Ela acredita que os peões do Semasa deveriam fazer o serviço direito. ?Se abriu pra arrumar deveria fechar depois?, lascou.

Seu Ademir crê que a obra seja boa e necessária, mas sugere que a autarquia use um local onde não há moradores pra jogar a areiada. ?Tem que ter responsabilidade?, concluiu.

Semana que vem tá tudo 10

Murilo José da Conceição, assessor de comunicação do Semasa, admitiu que é necessário abrir uma vala para fazer a obra da rede coletora de esgoto. Normalmente, o procedimento seria abri-la, colocar a tubulação, jogar terra, pra depois assentar. Mas segundo o assessor, a empresa responsável pelo novo esgoto, a EIT, já terminou de colocar a tubulação. ?Eles estão só repavimentando pra deixar a rua do jeito que tava antes?, esclareceu. Murilo afirmou que passou a reclamação pro departamento técnico do Semasa e, no máximo semana que vem, tudo estará nos conformes.

  •  

Deixe uma Resposta