• Postado por Tiago

CAPA-ABRE---g---teatro-de-Balneário---brigitte-bardot-(19)

Empresa ameaça abandonar a obra

Tem tudo pra virar um enorme elefante branco a obra do teatro municipal de Balneário Camboriú. A construção parou e não deve voltar tão cedo. A treta rola desde a semana passada porque a empresa Concretil, de Itajaí, responsável pela construção, ameaça largar tudo, alegando que falta dindim pra tocar o projeto.

A prefa fechou a mão e garante que não libera mais nem um tostão. Desde o início da administração do prefeito Edson Periquito (PMDB), os engenheiros responsáveis pela obra pedincham 25% de reajuste a mais do valor, pra continuar o projeto. Alegam que teve um aumento no custo do material usado pra dar andamento à obra e, com isso, o dindim recebido ficou ralinho.

O chefão da Concretil, Maurício de Souto Goulart, diz que uma perícia técnica foi feita na obra e constatou o desequilíbio entre os preços que constam no contrato e os preços atuais de mercado, principalmente no caso do aço. ?Você não é obrigado a trabalhar com prejuízo, isto está previsto na constituição?, lascou Maurício.

O secretário de planejamento de Balneário, Claudir Maciel (PPS), diz que não adianta a empresa vir com choradeira a essa altura do campeonato. ?Eles não podem baixar pra ganhar a concorrência da obra e depois querer aumentar?, reclamou.

Os responsáveis pela obra suspenderam os serviços e anunciaram que perigam largar de vez a empreitada. Caso a Concretil desista da construção, deverá pagar uma multa que varia de 2% a 10% do contrato. Na semana passada, não rolou movimentação por lá e ontem apenas três peões deram as caras no local e mal mexeram nas estacas de madeira.

O secretário de planejamento estuda a possibilidade de fazer uma nova licitação e contratar outra empresa pra tocar a obra . ?É sempre complicado licitar uma obra já em andamento. Tem que levantar todas as informações novamente e fazer uma perícia pra analisar o que já foi feito?, explica. No fim desta semana, o abobrão terá uma posição sobre o assunto.

Atraso na obra

A construção tá enrolada pacas. A obra, que começou em agosto do ano passado, tava prevista pra ser entregue em novembro deste ano, mas não deve ficar pronta antes de 2010. Pra explicar o atraso, Maurício relembra que a construção rolou numa época de muitas chuvas, o que atrasou os trabalhos. ?Trabalhamos a obra toda embaixo de chuva. Teve também a enchente e, como somos de Itajaí, fomos muito atingidos por tudo isso?, relembra. Pra prefa, o atraso foi proposital. Os peões da Concretil teriam feito corpo mole por não ganhar o dindim a mais.

A construção

O teatro prevê 370 lugares. A construção deverá ser modernosa, com uma arquitetura de primeira e rampas de acesso pros deficientes físicos. No mesmo prédio seria instalada a galeria de arte de Balneário e a sede da Fundação Cultural.

  •  

Deixe uma Resposta