• Postado por Tiago

INTERNA_14_base-direita---Construção-Ressacada_foto-menina-superpoderosa-(1)

Sem tela de proteção e sem engenheiro responsável

A arquiteta Karina Facchini, 31 anos, tá fula da vida com uma construção na rua Abílio Otávio do Canto, no bairro Ressacada, em Itajaí. Ela reclama que o pessoal da obra vive deixando cair coisas do prédio e fala ainda que o local tá mais sujo que um lixão.

O receio de Karina é que a construção ao lado do seu futuro escritório possa prejudicá-la. Ela diz que o pessoal da obra não toma os cuidados necessários para a segurança e limpeza da construção. ?Não tem rede de proteção?, alerta.

Foi em outubro passado que o prédio começou a ser levantado. Não tem nem mesmo placa indicando quem é o engenheiro responsável pelo acompanhamento da obra. Um dos medos da arquiteta é que, com esse relaxo todo, algum pedaço de madeira ou concreto possa cair na cabeça de um pedestre.

Karina, que tá construindo seu escritório, bufa com a falta de respeito da obra vizinha. A indignação da profissional é que ela e seu marido tão tomando todos os cuidados necessários e a construtora responsável pelo prédio ao lado, não.

Prefa vai bizolhar

Paulo Praun Cunha Neto, secretário de urbanismo de Itajaí, não estava sabendo do reclamo, mas pegou o endereço da obra e se comprometeu a mandar um fiscal lá dar uma bizolhada na situação.

Praun explicou que a placa do engenheiro responsável pela construção é obrigatória, assim como equipamentos de segurança que possam evitar que materiais despenquem da obra, atingindo moradores da vizinhança ou pedestres.

  •  

Deixe uma Resposta