• Postado por Tiago

CAPA-GERAL-ABRE---g---obra-portoi

Empresa vai mudar plano de trampo pra agilizar a obra

Berços do porto peixeiro, destruídos pela enchente de 2008, não ficarão prontos no tempo previsto pelo consórcio formado pelas empresas Triunfo, Serveng, Civilsan e Constremac (TSCC), que tá tocando as obras de reconstrução. Em novembro passado, o consórcio prometeu entregar tudo pronto até o fim de abril. A nova previsão é que o berço um fique pronto em maio e o segundo berço só esteja nos trinques no final do semestre, ou seja, em junho.

O diretor do departamento de Infraestrutura Portuária da Secretaria Especial de Portos (SEP), José Ricardo Ruschel dos Santos, reconhece que o trampo tá devagar e diz que um novo plano de ação pras obras começa a ser executado neste mês. ?As mudanças no andamento da obra devem compensar os atrasos que tivemos devido ao mal tempo e ao regime hidrológico do rio Itajaí-açu?, diz.

Pra não atrasar ainda mais a obra, o consórcio vai mudar o local de trampo da galera que tá fazendo a emenda das estacas e também vai remanejar a turma do canteiro industrial das obras pra tentar aumentar em 100% a produtividade. Pra isso, a promessa é que sejam compradas mais máquinas pra ajudar no processo de cravação das famosas estacas.

Daqui pra frente, segundo o abobrão, haverá cinco frentes de trabalho durante 24 horas por dia. A turma também promete a chegada de novas máquinas pra demolição e retirada dos escombros do fundo do Itajaí-açu.

O diretor da SEP afirmou que, de agora em diante, os peões colocarão em média 15 estacas por dia. ?As mudanças nos procedimentos e a aquisição dos novos martelos vibratórios farão com que consigamos cravar a média de 15 estacas tubulares por dia e isso também vai agregar agilidade aos serviços de concretagem dessas estacas?, completa Ruschel.

  •  

Deixe uma Resposta