• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-PÁGINA-SETE---ABRE---DIVULGAÇÃO----apreensão-de-armas-em-balneário-camboriú

Armas tão nas mãos da bandidagem que tá aprontando por estas bandas

A polícia militar não deu descanso pra bandidagem durante o final de semana e tirou cinco berros das mãos de criminosos na região. As armas foram guentadas em barreiras montadas pra pegar os malacos no pulo, em Balneário Camboriú e Cambú, e no atraque à quadrilha do Craca, em Itapema.

O desfalque de trabucos começou na sexta-feira, quando os milicos armaram uma varredura pelas ruas da Maravilha do Atlântico e da capital da pedra e da pedrada. Os meganhas se espalharam e montaram barreiras pra tentar surpreender os mequetrefes que dão bobeira pelaí.

Mais de 100 carangas e motocas foram paradas e alguns botecos receberam uma visitinha dos homis de farda. No final das contas, seis possantes foram recolhidos no pátio porque tavam com documentos atrasados, um bar foi fechado porque não tinha alvará pra receber os bebuns, e um mequetrefe foi grampeado com um revólver.

O segundo trabuco, um revólver calibre 38, foi encontrado abandonado num terreno baldio, pertinho de uma barreira que rolava no Balneário. Os meganhas acreditam que algum traste silivrou da arma com medo de ser parado e revistado.

No sábado, foi a vez dos puliças darem desfalque na bandidagem que tava agindo pros lados de Itapema. Parte da quadrilha do Craca, o bandidinho mais procurado de Cambu, tinha instalado um quartel general à beira mar, em plena avenida Nereu Ramos. Os milicos descobriram a treta e conseguiram mandar quatro trastes pra trás das grades.

Os bandidos, que foram reconhecidos por uma renca de assaltos que apavoraram Itapema, Porto Belo e Tijucas nas últimas semanas, tinham um arsenal de dar inveja até nos puliças. Com eles foi encontrado um berro calibre 38, com seis balas, uma pistola 45 milímetros, que é de uso exclusivo das forças armadas, e uma Glock nove milímetros, que pertence a um delegado da polícia federal de Itajaí.

A arma foi surrupiada de dentro da baia do dotô Aníbal Gaya, na praia dos Amores, em Balneário, no dia cinco de março. Desde então, o delegado andava à cata do trabucão.

  •  

Uma Resposta to “Operação dos milicos tira trabucos das ruas”

  1. martha Diz:

    As 9 milímetros, como é o caso da “Gróqui” não é reservada às forças armadas? O que estava fazendo na mão do “dotô delega” este trabuco? Quem pode explicar?
    Não foi em razão de portar uma arma do calibre probido que um “delega” de Tijuca foi preso?

    Estória “bem contada.

    Martha – Itapema

Deixe uma Resposta