• Postado por Tiago

Dia 8 de fevereiro de 1999

No programa A hora da Justiça deste domingo, Carlos Cesário Pereira noticiou que alguém reclamou da justiça, ou melhor, dos serviços jurisdicionais do judiciário, exemplificando com a Vara da Fazenda da Capital, que, segundo o reclamante, não anda.

xxx

Olha, Carlito, boto a minha colher no panelão pra dizer que discordo.

Claro que os serviços auxiliares do judiciário não são lá essas coisas.

Claro que os procedimentos não andam como deviam.

Só que tem uma coisa: a culpa dessa demora no andamento e na finalização dos feitos não pode ser debitada, assim, simplesmente ao judiciário.

Pra mim 90% dos problemas decorrem da culpa dos advogados. Que, na sua grande maioria, hoje, são despreparados e ou demazelados.

Que o despreparo dos advogados é flagrante, prova-o os resultados dos chamados “exames da ordem”.

Que grande parte dos advogados são desmazelados, provam-no as centenas, as milhares de causas abandonadas nos cartórios por advogados relaxados, que jogam a ação no fórum e esquecem.

xxx

Dou exemplo: tenho cobrado insistentemente dos procuradores da prefeitura de Balneário e de Itajaí resultados para os inúmeros procedimentos ajuizados, para punir as quadrilhas do Castro e do Schmitt fujão, bem como o ressarcimento do erário.

Você, caro leitor, tem notícia de algum resultado dessas causas? Alguém das duas quadrilhas foi para a cadeia ou teve outro tipo de punição?

Porra nenhuma!

A culpa é deles, que jogaram as ações na justiça e esqueceram.

Ou porque são malandros e não querem trabalhar, têm preguiça de ir ver como andam os processos. Jogaram as ações na justiça e as abandonaram. Ou são cagões, pois tem medo de cobrar de juízes, promotores, serventuários, etc.

xxx

Continua na próxima edição

  •  

Deixe uma Resposta