• Postado por Tiago

 

Turista que chegar na Brava vai dar de cara com esta obra

Asfalto revirado, canos, areia, buraqueira e sujeirada pra todo lado. Este não é um cenário de guerra, nem o estrago de um cometa, é a praia mais cobiçada de Itajaí, a Brava. Há pouco mais de um mês pro Natal, as avenidas de acesso à praia e a beira-mar tão viradas num alho. No meio de tudo isso, moradores e comerciantes se viram pra sobreviver e tão com medo de que a marafunda espante os turistas nesta temporada.

A primeira dificuldade pra quem quer curtir a praia Brava é conseguir chegar na areia. A entrada já é um baita transtorno por causa de uma obra na avenida principal, a Carlos Drumond de Andrade, onde tão sendo feitas a pavimentação, colocação de bocas-de-lobo e da rede de esgoto.

Uma das pistas tá fechada com uma baita cratera, que fica bem na frente da loja e da casa do instrutor de voo Acir Rocha. Ele diz que não guenta mais tanta enrolação porque já faz uns dois anos que as prefas de Itajaí e da Maravilha do Atlântico começaram a remexer a terra, tão num empurra-empurra e ninguém resolve nada. A loja de Acir e de outros comerciantes vizinhos tão praticamente sem acesso e quem tá muito a fim de voar ou comer um lanchinho tem que passar pelo meio da obra. Tem que enfrentar barro, lama, pedra e máquinas pra entrar nos comércios.

?Eu acho que as obras de benfeitorias têm que ser feitas, porque Itajaí precisa desenvolver o turismo sustentável, mas o atraso é muito grande e ninguém resolve, os moradores e empresários da Brava tão sendo lesados por esta obra?, lascou Acir. Ele disse que tá com medo porque, com este estado, os turistas vão carcar da Brava. Ele denuncia também que nos últimos dois feriados ? Finados e Nossa Senhora Aparecida ? um lado todinho tava trancado e o que deixaram aberto pra passagem era só buraco.

Além disso, quando a empresa AZZA ? contratada pro trampo ? começou a abrir os buracos, os vizinhos descobriram que o esgoto não tava previsto no projeto e que depois a empresa Municipal de Água e Esgoto (Emasa), de Balneário Camboriú, iria ter que abrir a Carlos Drummond de Andrade dinovo. O engenheiro responsável pela obra da Emasa, Felipo Brognoli, disse que, a pedido dos moradores, lá pelo mês de maio, a empresa começou a sivirar pra colocar a rede de esgoto na avenida antes do previsto, pra não ter que reabrir todo asfalto depois de pronto.

O mais rápido que a prefa conseguiu concluir o processo de licitação ? que é obrigatório ? foi em agosto. O barnabé disse que a parte da Emasa começou em 10 de setembro e terminou no último dia 11. ?Demorou um pouco, mais que o previsto por causa da chuva e porque a empresa contratada pro serviço tava com dificuldade para encontrar mão-de-obra qualificada, ficando somente com uma frente de trabalho?, finalizou o engenheiro. A Emasa trabalha agora pra terminar a colocação de esgoto em outra parte da rua Carlos Drummond de Andrade e na Estrada da Rainha até o final do ano, pra interferir o mínimo no movimento da temporada.

Fala, Tarcízio

Sobre as obras de pavimentação, o secretário de Obras de Itajaí, Tarcízio Zanelatto, explicou que a obra foi uma parceria entre Itajaí e Balneário e o governo do estado. Segundo ele, o Estado e a prefa peixeira fizeram seus pagamentos de acordo com o cronograma, mas Balneário não.

?Em abril, quando reiniciamos a obra, estávamos só com a verba de Itajaí e do Estado, e Balneário Camboriú ainda não tinha pago sua parte. Tanto que as duas pontas que eram de responsabilidade de Itajaí foram pavimentadas, faltando só as cabeceiras dos ribeirões e o canteiro central, alfinetou Zanelatto.

O abobrão disse que a grana de Balneário entrou só no início deste mês e que por isso os trabalhos tão atrasados, além de algumas mudanças que tiveram que ser feitas no projeto como a implantação de bocas-de-lobo que não tavam previstas.

Entramos em contato com a prefa da Maravilha do Atlântico, mas o departamento responsável pelas contas só funciona até às 17h, diferente do resto das pastas da prefa que trabalham até às 19h. O assessor de imprensa Rafael Weiss disse que hoje vai verificar as datas de pagamento pra saber se houve mesmo atraso.

  •  

Deixe uma Resposta