• Postado por Tiago

abre-p2-os-Incríveis.JPG

Veteranos tiraram o pó dos instrumentos e caíram na estrada

A Maravilha do Atlântico vai chacoalhar ao som dos veteranos da banda Os Incríveis, direto do túnel do tempo, mais especificamente, dos anos 60. A banda vai animar, nesta sexta-feira, um baile pra lá de nostálgico na Z Dança e Eventos, antigo Clube dos Amigos, na Via Gastronômica, a partir das 22h. Não serão vendidos ingressos avulsos, mas mesas para quatro pessoas, que podem ser adquiridas pelo telefone 9911.7277, com a Sônia.

Os Incríveis são formados por Mingo (voz e guitarra), Risonho (guitarra), Manito (teclado e sax), Netinho (bateria) e Neno (baixo). No começo, a banda se chamava The Clevers porque naquela época era comum ter um nome artístico gringo. Em seus shows se tocava principalmente o twist, estilo em que se cruzam as mãos nos joelhos, lembra?

O sucesso veio na Jovem Guarda, versão tupiniquim do iê-iê-iê dos primórdios dos Beatles, liderada no Brasil por Roberto Carlos, Erasmo e Wanderléia. Então, eles decidiram mudar de nome e emplacaram hits como ?Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones?, ?O milionário? e ?Eu te amo, meu Brasil?. Ao longo dos anos 70, ex-integrantes dos Incríveis formariam outras importantes bandas do rock brasileiro, como Casa das Máquinas e O Som Nosso de Cada Dia.

Quem é quem

Waldemar Mozena é Risonho. Ele nasceu em Lins, em 1943, e antes da vida artística, ganhava a vida como bancário. Netinho é o nome artístico do santista Luiz Franco Tomaz, considerado por muitos um dos maiores bateristas do Brasil. Ele ficou famoso quando, numa excursão mundial da banda, namorou a cantora italiana Rita Pavone. Ele chegou a cantar na banda, mas teve que abandonar os vocais porque operou a garganta.

Manito é Antonio Rosas Sanches. Ele nasceu em Vigo, na Espanha, também em 1943. É o músico mais versátil do grupo, pois toca vários instrumentos. Oficialmente, é o cara dos instrumentos de sopro e teclados. Lídio Benvenutti, o Nenê, era o ?galã? do grupo. Desempenhou grande papel como vocalista, revezando-se com Mingo (falecido), no vocal principal. Antes de entrar para Os Incríveis, participou da banda The Rebels.

Nenê substituiu Neno, ou melhor, Demerval Teixeira, que tocava pistão, guitarra e contrabaixo nos primeiros tempos dos Incríveis. Depois foi tocar em outro conjunto famoso, Os Jordans. Também participa da nova formação da banda o guitarrista Paco.

  •  

Deixe uma Resposta