• Postado por Tiago

INTERNA-13-BASE-Igreja-de-Balneario-Camboriu-(1)

Chefe da fiscalização diz que igreja tem ventilação até demais

A fiscalização da vigilância sanitária, na Maravilha do Atlântico, caneteou a igreja matriz Santa Inês por engano e quase matou o padre do coração. Os barnabés que faziam a análise de ventilação nos ambientes que juntam muita gente, pra conter a proliferação da gripe porca, se embananaram na hora de preencher os dados e acabaram intimando a paróquia a apresentar um laudo técnico pra comprovar que o lugar é arejado.

A visitinha dos bizolhudos à Santa Inês rolou por conta de um pedincho do Ministério Público, que quer saber quantos e quais são os estabelecimentos em que falta ventilação no Balneário. Botecos, bate-coxas e templos religiosos ganharam um bizu da prefa.

Onde os barnabés desconfiaram que o ar era insuficiente pra proteger o povão de se contaminar com vírus, como o da nova gripe, foi deixado um papéli pedindo pra que o dono apresentasse um laudo técnico, assinado por um engenheiro, comprovando que a ventilação tá obedecendo o mínimo de 20%, que é exigido por lei.

A igreja Santa Inês, que tem várias entradas de ar, acabou sendo incluída na lista dos locais com suspeitas de irregularidades. ?Eu só fiquei sabendo dessa história quando me avisaram que o padre queria falar comigo sobre a intimação. Eu estranhei, porque não tinha nada de errado com a igreja. Pelo contrário, o pé direito é bem alto, tem ventilação até demais?, disse o mandachuva da fiscalização, Gilberto Pereira da Silva Júnior.

A essas alturas, o frei Ladi Antoniazzi, pároco da Santa Inês, já tava de cabelo em pé. ?Ele já tinha até procurado o Ministério Público pedindo pra estender o prazo pra apresentar o laudo técnico?, diz Gilberto. Não era pra menos. O papéli deixado com ele pelos barnabés pedia que, além do laudo, mandasse fazer novas aberturas pra entrar mais ar na casa de Deus. ?Vi que tinha sido um erro e pedi desculpas ao frei?, disse o chefão das bizolhadas. Frei Ladi não foi encontrado pra comentar o caso.

Pra quem realmente tava com problemas de ventilação, o prazo pra entregar o laudo técnico termina hoje. Depois, os papélis serão encaminhados ao MP, na segunda-feira. Gilberto diz que a prefa decidirá, junto com o Ministério Público, que medidas serão tomadas contra os locais que deixam o povão sem ar.

  •  

Deixe uma Resposta