• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-ABRE---PÁGINA-SETE-casa-onde-caiu-a-laje---cosme-buzzarelo

Baiuca tava passando por uma reforma, mas veio abaixo quando muié fazia uma visita

Uma dona de casa passou dessa para uma melhor na tarde de ontem, depois de ser atingida por parte da laje de uma casa na rua Cosme Buzarello, nos Cordeiros. A coitada chegou a ser socorrida pelo corpo de bombeiros, mas acabou morrendo na internação do hospital Marieta Konder Bornhausen. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Itajaí apontou traumatismo craniano como causa da morte.

Eliana Montibeller, 51 anos, morava em Balneário Camboriú, mas teria vindo a Itajaí pra acompanhar as obras de reforma da casa da filha, que não teve o nome revelado. De acordo com informações da polícia, Eliana apoiou a mão na parede da casa e o teto veio abaixo, por volta das 13h30.

Segundo os homis, um pedaço de pau que segurava a estrutura cedeu e parte da laje caiu na cabeça da coitada quando ela dava uma banda dentro da casa. Conforme os bombeiros, a mulher recebeu todo o peso do teto que veio direto pra cabeça da coitada, que nem teve tempo de correr pra tentar se salvar.

Quando os vermelhinhos chegaram ao local do acidente, a mulher tava inconsciente e seus familiares tentando reanimá-la. A coitada não respondeu ao tratamento e morreu perto das 18h no hospital Marieta. O corpo foi levado pela equipe do IML e depois liberado pra família.

  •  
  • Postado por Tiago

Um ladrão pra lá de abusado resolveu fazer a limpa na casa de um policial militar de Balneário Camboriú durante a madrugada de ontem. A mãogrande só foi descoberta quando o milico chegou em casa, por volta das 8h. Horas depois o material furtado foi achado, jogado num matagal do bairro São Judas, mas o ladrão não foi encontrado.

A ação do bandidinho rolou na rua Eleotério Pinheiro, bairro da Barra. O meganha levou o maior susto quando chegou em casa pra descansar depois de uma noite inteira de trampo, e descobriu ter sido vítima de um malaco. Foram levados um computador portátil e um aparelho de dvd.

Pelas 11h da manhã uma baratinha da PM que fazia rondas pelo bairro São Judas percebeu que tinha alguma coisa estranha no meio de um matagal, que é conhecido pelo apelido sugestivo de mocó. Os puliças desceram do carro e encontraram o computador e o dvd do colega, inteirinhos.

Na certa, o ladrão descobriu que tinha entrado na baia de quem não devia e, encagaçado, resolveu largar tudo por ali mesmo. Os meganhas procuraram o traste responsável pela ladroagem mas não conseguiram encontrá-lo. Também teve sorte um morador de Itapema. Sua motoca, a Honda, placa MFZ-0822 (Itapema), que tinha sido furtada, foi encontrada dando bobeira na rua 410, bairro Morretes.

  •  
  • Postado por Tiago

Um dimenor foi enjaulado por tráfico de drogas na madrugada de ontem em Balneário Camboriú. O moleque de 17 anos tentou siscapulir dos meganhas e foi guentado na rua 1500, no centro. Com ele foram guentadas quase 30 pedras de crack.

Uma baratinha em rondas pela rua 904 viu o gurizote E.N.S., passeando com uma sacola. O mini-trafica tremeu nas bases, largou o saco no chão e deitou o cabelo. Com a fuga ele assinou sua culpa no cartório. Os milicos recolheram o treco que o guri deixou cair e encontraram 29 pedras do dêmo. A baratinha colou no dimenor na rua 1500 e depois de muita correria, o guri foi levado pra delegacia do menor.

  •  
  • Postado por Tiago

Um casal de Balneário Camboriú foi pego no maior flagra com dois quilos e meio de maconha no bairro Bela Vista, em Palhoça. Sandra Regina Huves, 31 anos, e Clésio Figueira, 35, caíram numa barreira policial e siferraram.

O presidiário Clésio tava curtindo o regime semiaberto da pena que cumpre na Colônia Penal Agrícola de Palhoça. A polícia acredita que ele iria entregar a porcaria pros encarcerados.

Segundo a polícia, como o cara já tinha experiência no mundo do tráfico deve ter feito uns contatos dentro da penitenciária e tava aproveitando o tempo fora da jaula pra fazer uma entrega. Como não teve sorte, vai voltar para cadeia.

Por volta das 21h, os meganhas fizeram uma barreira na rua José Cosme Pamplona pra pegar a malandragem da área. Eles avistaram a cabrita Suzuki 125, placa AQO 5698 Curitiba (PR), e mandaram parar.

Sandra tava na boleia da motoca e teve que entregar a documentação. Enquanto os milicos verificavam se tava tudo certo com a papelada, sentiram um cheirão forte de bagulho e meteram um atraque.

Três tabletes da porcaria foram encontrados na mochila que Clésio levava nas costas. A polícia sondou os telefones do casalzinho e viu que tanto o celular dela quanto o dele tinham mensagens da pessoa que receberia a encomenda.

Os militares acreditam que a nojeira seria entregue pros enjaulados da Colônia Penal Agrícola. Clésio e Sandra levaram flagrante e ficaram guardadinhos no xilindró da delegacia da Palhoça.

Ela não teve como escapar por causa das mensagens que recebeu no celuloso. A moçoila não tem carimbaços na polícia, já ele tá encrencado e vai voltar a ver o sol nascer quadrado. O enjaulado cumpria pena por tráfico de drogas e agora deve perder o benefício do regime semiaberto.

A dupla veio de Balneário Camboriu pra aprontar pela região da Grande Florianópolis. Ela era moradora da rua Dom Paulo, número 500, no bairro Iate Clube, em Balneário Camboriú. Já o amado, quando não tava na jaula, vivia na rua A do Jardim Denise, no Nova Esperança.

  •  
  • Postado por Tiago

Um morador da cidade de Laurentino fez uma baita burrada. O cara vendeu uma caranga, se arrependeu do negócio, e pra não sair no prejú registrou que o carro tinha sido furtado. Os compradores acabaram em cana ontem, em Porto Belo, e agora ele pode responder pela mentira na dona justa.

Ontem à tarde o tal carro, o Ford Fiesta placa JPJ-4993 (Laurentino), foi abordado pela puliça militar na rua Davi Cotta, bairro Perequê. Quando viram que o possante tinha registro de furto, os homis levaram o motorista, M.P., 27 anos, e o caroneiro A.S., 22, pra depê. A polícia civil entrou em contato com o cara que registrou o furto e descobriu que o pilantra fez isso porque queria desfazer o negócio.

  •  
  • 13 mar 2009
  • Postado por Tiago

TOPO-recapeamento-antonio-heil.jpg

O Deinfra começou ontem a obra de contenção de morro na rodovia Antonio Heil, no bairro Brilhante, em Itajaí. O trânsito fica temporariamente em meia pista. O trampo deve ser concluído em 30 dias

  •  
  • Postado por Tiago
a

a

Uma lista com o nome de 69 pessoas contratadas pela prefa de Navegantes durante a administração do ex-prefeito Moacir Alfredo Bento, o Ci (PMDB), foi entregue na quarta-feira à câmara de vereadores. O papéli fantasmagórico atendeu a um pedido do vereador Fredolino Alfredo Bento, o Lino (PMDB).

O parlamentar da oposição ficou indignado quando o prefeito Roberto Carlos de Souza (PSDB) disse pra todo mundo ouvir que havia fantasmas na administração anterior e fez um requerimento pra que a prefa provasse que Navega, sob o comando dos peemedebistas, tava mal-assombrada. Se deu mal: sua esposa apareceu na lista, que agora também vai pras mãos do ministério público (MP) e do tribunal de contas.

A história de terror começou em janeiro, no início da administração dos tucanos, logo depois da posse de Roberto Carlos. A prefa fazia uma contagem dos barnabés disponíveis e descobriu que ainda tinha rescisões da gestão anterior pra pagar. Na hora de fazer o levantamento de dados pra quitar as contas dos demitidos começou a aparecer assombração pra todo lado.

O secretário de administração, Juliano Nildo de Maria, ficou encarregado de comandar a equipe de caça-fantasmas. Na primeira etapa compararam as folhas de pagamento com os registros de cartão-ponto dos barnabés. ?A partir dessas informações nós começamos a investigar cada caso?, explicou Juliano.

O secretário ainda acreditava que os barnabés pudessem ter trabalhado sem bater o ponto e pediu pra sua equipe de caça-fantasmas checar as informações com outros barnabés que trampavam nos mesmos setores dos fantasmas. ?Os colegas de repartição desconheciam essas pessoas?, conta o secretário. Com a confirmação de que a turma tava mesmo era em casa coçando, a lista começou a ser preparada. ?Entre esses 69 só estão os casos mais berrantes?, lascou o abobrão.

Pra completar a lista, que permanecia em segredo até quarta-feira, a prefa decidiu contratar uma auditoria. Segundo o prefeito, o número de fantasmas pode chegar a 100. O secretário confirma que, com uma análise mais profunda de uma auditoria especializada no assunto, a assombração tem tudo pra aumentar. ?Vamos contratar a auditoria porque a prefeitura está com uma situação financeira delicada e não pode abrir mão destes recursos?, revelou o secretário.

Não era pra vazar

A ideia do governo era mandar o relatório final ao ministério público e ao tribunal de contas pra tentar fazer com que a turma que ganhou a graninha sem trampar devolvesse o dinheiro pros cofres públicos. Mas, antes que isso acontecesse, pintou o vereador Lino na jogada, dizendo que queria ver o nome dos fantasmas por toda lei. Fez o requerimento e ameaçou processar a prefa se a lista não fosse enviada ao legislativo rapidinho. ?Nós não queríamos tornar a lista pública porque depois as pessoas vão ser apontadas na rua, mas não tivemos escolha?, disse o prefeito.

Dona justa

O secretário de administração confirmou que ontem a lista foi entregue ao vereador na sessão da câmara, mas ninguém tocou no assunto durante o encontro dos parlamentares. O vereador petista Marcos Paulo da Silva, o Marquinho (PT), disse que a lista só chegou no fim da sessão e não houve tempo de discutir, mas garante que tem furo no trampo dos caça-fantasmas. ?Tem gente ligada ao atual governo que não foi colocada na lista e gente ligada ao governo anterior que está na lista e não era funcionário fantasma?, disse o parlamentar. Marquinho acredita que a discussão sobre as manifestações sobrenaturais no funcionalismo público dengo-dengo vai pegar fogo mesmo é na sessão da próxima segunda-feira.

Com o envio da primeira parte da listagem dos fantasmas pra câmara, a prefa decidiu mandar o material pro ministério público e ao tribunal de contas logo em seguida. ?Vamos esperar que, na justiça, o município consiga reverter essa situação e receba de volta o dinheiro pago indevidamente?, disse o prefeito. ?E que as pessoas que autorizaram os pagamentos sejam responsabilizadas?, completou.

O secretário de administração confirmou o envio da lista à procuradoria do município, que ficou responsável por mandar o material ao promotor. ?Agora cabe ao ministério público investigar e essas pessoas apresentem as suas defesas?, explicou.

O listão

Cconfira ao lado a lista divulgada. São 58 funcionários da secretaria de educação e mais 11 espalhados por outros setores da prefa. Na educação, o que mais rolava era diretora que recebia uma graninha a mais pra dar aulas e nunca ficou frente a frente com a alunada. Outro caso comum era o de professoras que ganhavam pra trampar 40 horas e só cumpriam metade do expediente. Três motoristas, um carpinteiro e um pedreiro também fazem parte da grupinho fantasma. A esposa do vereador Lino, uma das celebridades da lista, era diretora de colégio e não batia o ponto desde 8 de agosto, mas não deixou de receber seu salarinho até o último dia de dezembro.

O DIARINHO tentou falar com o vereador Lino, mas o parlamentar estava num encontro de vereadores na assembléia legislativa e não atendeu aos telefonemas da reportagem. O presidente da câmara, Alcides Reis Pêra, o Cidinho (PMDB) também estava no tal congresso e, assim como o colega, não atendeu o celular. Os dois só voltam pra Navega hoje, depois que terminar o evento na leleia.

  •  
  • Postado por Tiago

INTERNA-11-ABRE-g---votação-aguitur

Maria Ivone vai pra eleição de qualquer jeito

A eleição da nova diretoria da associação de guias de turismo de Balneário Camboriú (Aguitur) deve pegar fogo hoje à noite. A segunda chapa que concorre ao posto, mas foi impedida de se candidatar, promete aparecer na votação. O pessoal deve se pregar ao lado da urna pra apresentar as suas propostas na marra.

A pendenga começou em janeiro, depois que a presidente Mercedes Pires largou o posto. Uma comissão provisória de quatro pessoas foi composta até que rolasse a eleição da nova diretoria.

A guia de turismo Maria Ivone Batista Salazar, integrante da comissão, conta que alguns colegas da Aguitur bolaram uma reunião e decidiram a data limite de inscrição das chapas. Segundo ela, a inscrição terminou dia 8 de março, mas eles não teriam divulgado o prazo pra todos os associados.

A mulé, que seria a candidata a presidente pela segunda chapa, afirma que a pilantragem teria sido maquinada pra que os companheiros saíssem em chapa única. ?A terceira chapa desistiu depois de tanta pressão?, contou.

Maria Ivone registrou por conta própria a sua chapa em cartório e bolou um requerimento onde apresenta o nome dos oito integrantes. Como a eleição tá mais enrolada que papel higiênico de 60 metros, a também candidata Vera Lucia Rodrigues afirma que a segunda chapa pretende fazer uma baita boca de urna e apresentar as propostas hoje, durante a votação. ?Vamos participar da eleição querendo eles ou não?, lascou.

Avisou, sim

No outro lado, o presidente da chapa única, Jaci Batista Laurentino, o Nei, jura de pés juntos que avisou todos os associados. ?Tentei avisá-los da melhor forma possível. Eu mesmo liguei pras pessoas?, garantiu. Na opinião dele, a chapa da Maria não emplacou porque no dia a presidenta não teria conseguido atingir o número de oito integrantes, que é exigido.

A mesma história é contada pelo presidente da comissão de eleição, Santiago Martin Navia. ?Quando apresentaram a chapa não tinha o número mínimo de integrantes. A falha foi deles?, afirma. Segundo ele, duas reuniões foram marcadas com os guias, no dia 27 de fevereiro e no dia 6 de março, quando foi avisado da data da eleição. ?Nem a Maria Ivone nem a Vera compareceram. ?Foi falta de interesse?, carcou.

Quanto à acusação de que a terceira chapa teria corrido depois de pressão sofrida, Nei afirma que não foi bem assim. ?O Albino não quis apresentar a chapa porque já havia muita divisão dentro da associação?, diz.

A votação da Aguitur tá marcada pra rolar das 19h às 22h de hoje, no hotel Geranium. A associação é composta por umas 65 cabeças e 70% dos associados devem participar.

  •  
  • Postado por Tiago

INTERNA-11-LATERAL-g---prefa-Balneário---matéria-monitoras-(6)

Muierada promete lotar o pátio da prefa pra garantir um salário melhor

As monitoras das creches da Maravilha do Atlântico querem equiparação salarial com as professoras auxiliares, que fazem o mesmo serviço mas ganham o dobro. A mudança, segundo elas, foi uma promessa de campanha do prefeito Edson Periquito (PMDB). Mas a muierada acha que foi esquecida pela administração e já marcou uma manifestação pra próxima quinta-feira. O sindicato considera até um beicinho se nada for resolvido.

O problema tá rolando porque as monitoras ganharam um ultimato. ?Todo mundo precisava ter formação na área de educação até 2010?, explica a monitora Mari Rodrigues. Só que o cargo foi extinto pela prefa e desde o último concurso as vagas têm sido preenchidas por professoras auxiliares. ?A gente faz a mesma função e tem a mesma formação, só que elas ganham o dobro?, reclama a monitora Elisângela Rodrigues.

Enquanto uma monitora tem um salário de R$ 649, a professora auxiliar ganha 800 pilas e um acréscimo de 20% por regência de classe, além de adicionais do plano de carreira. Pras monitoras, isto é pra lá de injusto. ?O plano de carreira pra nós é de 20% pra quem tem faculdade e mais 10% pra pós-graduação. Não dá nem mil reais?, conta Elisângela.

Pra piorar a situação, a mulherada diz que é feita de peteca cada vez que cobra uma atitude dos abobrões. ?Somos contratadas da prefeitura, aí procuramos a educação e dizem que a gente é da administração. Lá mandam a gente ir atrás da secretaria do trabalho e ninguém sabe de nada?, relata a monitora Valdirene dos Santos. O que elas temem é acabar sendo transferidas pra um outro setor da prefa, mesmo depois de terem investido na faculdade de pedagogia. ?Parece que a gente não existe?, siqueixa Valdirene.

Beicinho não tá descartado

Segundo o presidente do sindicato dos servidores municipais do Balneário, Gilberto Dalla Nora, caso a prefa não tome uma atitude e equipare o salário das monitoras com as profes auxiliares de uma vez, as medidas devem ser tomadas na dona justa. ?Se for preciso vamos pro campo judicial. Se nada for resolvido, partimos pra passeatas e até paralisação?, garante.

Gilberto diz que nenhuma atitude drástica foi tomada até agora porque, segundo ele, a prefa tá a fim de negociar. ?Não queremos prejudicar o diálogo, mas vamos cobrar, porque a prefeitura tem mão de obra qualificada com salário baixo?, considera.

Mas a julgar pelo que diz o secretário de educação, Jaime Luiz Guth, as monitoras podem tirar o cavalinho da chuva porque as conversas tão longe de ter um fim. ?Acho que a reivindicação delas é justa, mas é preciso ver a legalidade disso?, afirmou. Questionado se essa não teria sido uma promessa de campanha de Periquito, o secretário disse que não sabe de nada.
Segundo ele, o certo seria as monitoras prestarem um novo concurso pra ficarem com o cargo de professoras. ?O concurso que elas fizeram foi pra monitor, não sei se dá pra equiparar o salário?, diz. A muierada promete botar a boca no trombone na próxima quinta-feira, em frente à prefa, e pedinchar ao prefeito um salariozinho melhor.

  •  
  • Postado por Tiago

Uma envasadora de água mineral fajuta que funcionava no loteamento Padre Jacó, na Fazenda, em Itajaí, foi fechada ontem à tarde pela fiscalização da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Famai). Além do lacre, a empresa recebeu uma multa de R$ 100 mil no lombo.

Os fiscais chegaram até a casa onde a distribuidora clandestina funcionava após uma denúncia anônima. Eugênio Rocha, proprietário da birosca, represou um curso d`água e ali engarrafava galões de 20 litros. A água era distribuída em toda a cidade. Pra dar maior credibilidade ao produto, ele usava rótulos de marcas conhecidas no mercado. Na baia foram encontrados lacres e rótulos da Imperatriz, Aquavit, Santa Catarina entre outros. Num caderno apreendido, os fiscais da Famai encontraram anotações de 2007, ou seja, o traste tava agindo há dois anos na city.

Todo o material apreendido na casa foi levado pra sede da Famai e a casa interditada. Eugênio não tava na baia na hora do atraque e, por enquanto, conseguiu se livrar da jaula. O caso foi repassado ao Ministério Público. O cara responderá por crime contra a saúde pública. Além disso, vai ter que enfiar a mão no bolso e pagar a multa salgada.

  •  
« Página AnteriorPróxima Página »