• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-22---s---Matheus-para-atleta-de-brusque---5-medalhas-mundia-de-jovens-EUA---divulgação---25.07.09

Matheus trouxe cinco medalhas dos Isteitis

Os abobrões das academias Extreme e Viva Sport, ambas da cidade de Brusque, podem nem imaginar, mas cedem suas piscinas pra um garoto especial e com grande potencial pro paradesporto brasileiro. Trata-se de Matheus Rheine, de 16 anos, deficiente visual que retornou há pouco dos Estados Unidos, onde participou do Campeonato Mundial Estudantil para Cegos e Baixa Visão, realizado no estado do Colorado, entre os dias 15 e 25 de julho. Na bagagem, Matheus trouxe quatro medalhas de prata, nos 100m, 200m e 400m livre e 50m costas, e uma de bronze nos 100m costas.

As conquistas nos Isteites são fruto de treinos diários, de segunda a sexta-feira, duas horas por dia. Matheus treina junto com a equipe da Abain/Extreme, que compete nacionalmente. Segundo seu pai, o popular Rheine, Matheus nada até cinco mil metros diários, mais ou menos a metade da distância entre Itajaí e Balneário Camboriú, pra ter uma ideia de como o carinha é phoda mesmo. ?Como existem poucas competições pra deficientes, no início da carreira eu pedia que o Matheus fosse inscrito em torneios com atletas sem deficiência?, diz o pai coruja.

E parece que a tática deu certo. A partir de 2007, Matheus começou a abocanhar títulos e mais títulos. No 2º Campeonato Paradesportivo Escolar Brasileiro, em Brasília, onde representou Santa Catarina, Matheus já levou três medalhas de ouro.

Em 2008, quando passou a treinar quatro vezes por semana, com os professores Bay e Rogério Branco, disputou seu primeiro Parajasc nadando por Brusque. Resultado: conquistou mais três medalhas douradas. Este ano, enfim, chegou a grande oportunidade de inscrição na primeira etapa do Circuito Loterias da Caixa do Brasil, um grande teste pra Matheus. Acostumado a subir no lugar mais alto do pódio, ele conseguiu a grande façanha de conquistar quatro medalhas, sendo três de bronze, nos 50m, 100m e 400 m livre, e uma de prata, nos 100m costas. Além das conquistas, Matheus atingiu índices pra disputar as duas etapas finais do circuito, que rolam no dia 13 de setembro, em Fortaleza, e 25 de outubro, em Curitiba. ?Nesta competição, Matheus só ficou atrás de dois experientes atletas adultos, que já tiveram participação até em Paraolimpíadas passadas. Ele também foi eleito a revelação da etapa, devido à baixa idade?, destaca Rheine.

Paraolimpíadas de Londres

Com o rápido sucesso, Matheus foi convocado pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) para o Mundial Estudantil nos Isteitis, com idade entre 12 e 19 anos. Com quatro medalhas conquistadas, ele agora se prepara pra ser convocado pro Pan-americano de jovens até 19 anos, que será realizado em Bogotá, capital da Colômbia, de 15 a 25 de outubro.

No entanto, Matheus, seu pai e seus treinadores visam mesmo é uma vaga pras Paraolimpíadas de 2012, em Londres, na Inglaterra. O pai do nadador campeão diz que Matheus é um atleta muito dedicado, que gosta dos treinos diários. ?Ele não tá praticando natação pelo gosto do pai e da mãe, e sim porque tem um sonho de participar das próximas Paraolimpíadas?.

  •  

Deixe uma Resposta