• Postado por Tiago

Seu Amauri disse que o sinal da frente fechou e ele não teve como seguir adiante

O comerciário aposentado Amauri Mendes, 70 anos, tá fulo da vida com uma maquininha que aplica multas em Balneário Camboriú. Tomou um canetaço ao passar pela avenida do Estado, perto do Angeloni. Como o sinal fechou e a fila não andou, ele parou em cima da faixa de pedestres e acabou sendo fotografado pela geringonça.

Pro aposentado a penalidade é injusta. ?O carro que está na frente não tocou. O de trás colou em mim, como iria tirar o meu carro dali??, questiona, apontando pra foto que lhe foi entregue junto com a notificação. O flagra rolou em 14 de agosto. Seu Amauri diz que não entrará com recurso. ?Senão vou pagar pro advogado e vou acabar pagando a multa também?, diz.

Jaime Mantelli, do fundo municipal de trânsito (Fumtran), diz que seu Amauri tá errado. ?Havendo algo na frente, um obstáculo, como nesse caso é a faixa de pedestres, é responsabilidade do condutor conduzir o veículo com atenção?, afirma. Mantelli recomenda ao aposentado que procure o pessoal do Fumtran pra receber explicações. ?Se ele tiver só uma multa é possível buscar benefícios, mesmo ele estando errado?, conclui.

  •  

Deixe uma Resposta