• Postado por Tiago

INTERNA-MAIOR_13_abre-esquerda_corte-de-restinga-na-beira-rio---foto-Felipe-VT-00-(5) INTERNA-meno-MONTAGEMr_13_abre-esquerda_corte-de-restinga-na-beira-rio---foto-Felipe-VT-00-(1)

Os criminosos deixaram clareira na Beira-rio

Depois da denúncia feita por uma leitora, a fundação do Meio Ambiente peixeira (Famai) identificou uma baita sacanagem na avenida Ministro Victor Konder, a Beira-rio. Parte da vegetação de restinga, que fica em frente à imobiliária Via Imóvel, foi detonada por algum espírito de porco. Várias árvores foram cortadas e uma clareira abriu-se no local.

O DIARINHO ficou sabendo da sacanagem depois de receber a denúncia de uma leitora que testemunhou o abuso. A peixeira, que caminhava na Beira-rio antes das 6h da matina, contou que avistou dois homens colocando veneno na vegetação. Quando os caras viram a mulher se aproximando, logo trataram de se mandar a bordo de uma Brasília.

Ontem à tarde, outro leitor procurou o DIARINHO pra fazer a mesma denúncia. Ele que também passava pela Beira-rio no momento da detonação da vegetação, disse que só quando duas mulheres ameaçaram chamar a polícia é que os sacanas se ligaram e zarparam a bordo da caranga.

Nenhum dos dois leitores conseguiu anotar a placa da Brasília dos criminosos.

Famai vai ficar de olho

Jonas Pereira, diretor de fiscalização da Famai, deu uma passada na Beira-rio pra bizolhar o estrago. O bagrão confirmou o corte da vegetação, mas os autores não puderem ser identificados, já que não deixaram rastros.

Um laudo de constatação foi feito e a Famai vai intensificar a fiscalização no local pra tentar pegar os safados no pulo do gato. ?O responsável pelo desmatamento vai levar multa e também responder um processo criminal?, afirma.

Jonas falou que ontem mesmo iria entrar em contato com o Viveiro Fazenda Nativa para solicitar a recuperação da área. ?Toda a restinga da Beira-rio estava fechada. Agora, tivemos esse desmatamento e vamos recuperar. Com certeza, não vai ficar assim?, prometeu.

O chefão de fiscalização pede o apoio do povão nas denúncias contra desmatamento. Quem avistar algo irregular, pode ligar diretamente para o próprio Jonas, pelo telefone 9956 8817.

  •  

Uma Resposta to “Passaram a motossera na restinga da Beira-rio”

  1. comunidade Diz:

    Aquela vegetação não é ou não deveria ser de preservação, ali sempre foi um agua, este MATO so nasceu depois que o Saco da Fazenda foi aterrado, deve sim ser podado, pois so serve para dar abrigo a delinquentes, usuarios de drogas ficam ali escondidos para assaltar quem caminha. Ali existia a Prainha da Emy que deveria sim ser recuperada. Aquela vegetação é invasora, é capim e alguns pes de Silva. Ali não
    é restinga, nunca foi.

Deixe uma Resposta