• Postado por Tiago

Jorge da Silva Castro, 36 anos, foi parar atrás das grades pelas mãos dos tiras da delegacia de Ilhota. O traste foi à depê fazer um boletim de ocorrência de perda de documentos e facilitou o serviço dos homisdalei. O malaco tava pedido pela justa de São Paulo desde 2006, por porte ilegal de arma.

Os tiras começaram a desconfiar do cara há um mês, quando a irmã apareceu na depê contando uma historinha sem pé nem cabeça. A mulher disse que a família não tinha informações do safado e pediu uma força pra localizar o mano.

Durante o bate-papo, a muié também sondou se Jorge tinha alguma ordem de prisão no lombo. O pessoal da delegacia estranhou a conversa fiada, mas não deu informações sobre a ficha suja do cara.

Ontem, o tanso apareceu na depê para fazer um boletim de ocorrência de perda de documentos. Com o endereço, a polícia juntou a papelada da ordem de prisão e deu o teje preso pro malaco por volta do meio-dia.

A casa do mequetrefe fica na rua Guilherme João Brockveld, no bairro Ilhotinha. Esta era a nona ordem de prisão contra Jorge, que já tem passagens por furto, lesão corporal e porte ilegal de arma. O malaco tava morando há cerca de 30 dias na cidade, mas agora conseguiu um espaço no cadeião de Blumenau. O vadio vai ficar hospedado no xadrez dos alemón até ser levado pelos tiras paulistas.

  •  

Deixe uma Resposta