• Postado por Tiago

O pedreiro Moisés Araão dos Santos, 44 anos, foi encontrado sem vida na manhã de notem, no barraco onde morava na rua Ministro Luís Galotti, no Promorar, em Itajaí. A polícia civil peixeira está investigando as causas da morte, mas o laudo do Instiuto Médico Legal (IML) apontou que o cara teve morte natural.

Os bombeiros chegaram a ser chamados pra socorrer o coitado, mas não tinha mais nada pra fazer. O corpo foi recolhido pelo IML, onde permanece à disposição dos familiares.

Segundo o laudo, o pedreiro passou dessa pra uma melhor na noite de segunda-feira. O corpo foi encontrado pelos amigos do coitado, que desconfiaram do seu desaparecimento. Quando o corpo do pedreiro foi achado, uma galera que não tem muito o que fazer fez uma muvuca em torno da casa. Apesar da confusão, ninguém sabia explicar como Moisés tinha garantido um espaço no cemitério.

O pedreiro tinha problemas de epilepsia, e pode ter caído da cama, batido a cabeça e morrido. Natural de Quedas do Iguaçu (PR), o cara morava sozinho.

  •  

Deixe uma Resposta