• Postado por Tiago

O veterinário Alexandre Stromayer, 41 anos, tá fulo da vida com Engepasa Ambiente, empresa responsável pelo recolhimento do lixo em Itajaí. Desde sexta-feira os lixeiros não passam na Vila Operária, em Itajaí, onde Alexandre mora.

Esta não é a primeira vez que o problema acontece. Toda vez que dá um feriadão prolongado, os moradores da Vila acabam com lixo acumulado. É que os lixeiros passam na Vila nas segundas, quartas e sextas-feiras. Como segunda foi dia de coçar a franga por conta dos Finados, não rolou o recolhimento.

Alexandre acha que a empresa deveria ter uma alternativa para os feriadões. “Por que eles não recolhem o lixo na terça-feira, então?”, sugere.

Direito ao feriado

Marco Antônio Ávila, gerente da Engepasa Ambiental em Itajaí, admite o problema. “Entendemos o transtorno, mas os trabalhadores têm direito ao descanso no feriado”, diz ele, em relação aos lixeiros que folgaram na segunda-feira.

O chefão da Engepasa peixeira explica que não há como fazer o recolhimento na terça-feira, pois no dia seguinte ao feriado os caminhões e trabalhadores estão trampando no outro lado da cidade. “Mas hoje estamos com reforço na equipe para dar conta do trabalho”, informa.

Sem a musiquinha

A leitora Denise Vieira reclama que ontem o caminhão que recolhe o lixo reciclado passou na sua rua, no bairro São Judas, em Itajaí, sem a musiquinha que o anuncia. Com isso, Denise acabou perdendo a oportunidade de entregar os produtos pra reciclagem. “Quando vi, o caminhão tava passando. Ainda chamei o motorista, mas ele não me atendeu”, diz a leitora.

Marco Antônio, gerente da Engepasa, diz que a orientação é que o caminhão ande sempre com o som ligado, que é pro povão saber com antecedência da sua chegada.

O chefão da Engepasa pede para a leitora ligar para a empresa e oficializar a denúncia para que ele possa apurar o que aconteceu. O telefone da Engepassa é 3341-1094.

  •  

Deixe uma Resposta