• Postado por Tiago

Não será encarada como um assassinato a morte do aposentado Tang Ming Siung, 69, encontrado caído entre as máquinas da prefeitura que faziam o trampo de tapa-buraco na praia. O delegado Jorge Schlosser abriu inquérito e deverá indiciar os três barnabés por homicídio culposo – quando não há intenção de matar. Os homisdalei investigam agora se rolou imprudência dos funcionários da prefa. “Acidente é acidente”, diz o dotô.

O dotô abriu o inquérito e ontem tomou o depoimento dos três envolvidos Assis Cecílio Pereira, 37, Luis Maciel, 56, e Vanderson da Silva, 32, mas não pretende pedir a prisão dos caras. Vai levantar as informações, ouvir os familiares e encaminhar o relatório do caso à dona justa. “Num cenário desse, dizer que não foram as máquinas que causaram a morte, é meio difícil”, lascou.

Deverá ser feita uma análise do maquinário utilizado pela prefeitura pra fazer o serviço de tapa-buraco, pra garantir que as engenhocas estão em condições de uso. O delegado espera contar com a ajuda do sistema de monitoramento da polícia Militar e até de câmeras de prédios vizinhos pra tentar encontrar alguma imagem que possa mostrar o que aconteceu. O dotô Jorge conta até o bocão com o povão. “De repente alguém passou por lá na madrugada e viu”. Quem tiver alguma informação pode ligar pro 181 ou pro 3367-0262.

Frustrou

O chefe da central de emergência de BC, tenente-coronel Fernando José Luiz, já frustrou os planos do delegado e disse ontem ao DIARINHO que as câmeras não flagraram o acidente. “Temos uma (câmera) na rua 3700 e outra na rua 2000. Na região da 2400, especificamente, não há monitoramento”, contou. Ele comentou que, além disso, as bizolhudas costumam ficar viradas pra avenida, e não pra areia. “Com exceção da câmera da avenida Central, que focaliza a praça e a praia, as demais são voltadas para a via”, finalizou.

  •  

Deixe uma Resposta