• Postado por Tiago

O atual campeão estadual e vice brasileiro de capoeira, na categoria peso-pesado, corre o risco de ficar de fora do campeonato mundial, que rola na cidade de Baku, no Azerbaijão, no final do ano. Mesmo garantindo vaga através do segundo lugar no Brasileiro, que rolou em Goiânia/GO, no começo do mês, Joacir Centurião, o mestre Cabeça, de Itajaí, precisa de apoio pra bancar a viagem.

O capoeirista diz que cerca de 10 mil reales pagam passagem, hospedagem, inscrição e alimentação, mas não tá sendo nada fácil arrecadar a grana. “Até agora nada, mas espero conseguir. Vai ser inédito pro estado”, diz Cabeça.

Pra se ter ideia do perrengue que o carinha passa pra competir e conquistar títulos, a viagem pra Goiás rolou graças à ajuda de 25 patrocinadores, como uma lotérica, salão de beleza, açougue e um motorista de van. Até um pastor entrou na história. “Corro atrás, vou de boca em boca. Pro Brasileiro, ajudei como segundo motorista do que me patrocinou”, conta.

No total, o peixeiro arrecadou 850 reales com todos os patrocínios. Mas, neste ritmo, pro mundial ele teria que ter a ajuda de quase 300 patrocinadores pra chegar nos 10 mil.

  •  

Deixe uma Resposta