• Postado por Tiago

POLÍCIA-SEIS-ABRE-P--QUADRILHA-DE-DROGAS-(1)

Apartamento em Curitiba escondia dinheiro e armas do tráfico

Os agentes da Polícia Federal do Paraná cataram em Itajaí, na manhã de ontem, um malaco, acusado de tráfico de drogas, que não teve o nome revelado. A prisão rolou dentro da chamada operação Mascate, que faz buscas nas cidades de Curitiba, Pinhais, Piraquara e Fazenda Rio Grande, na região metropolitana; Londrina, no Norte do Paraná; e Foz do Iguaçu, no Oeste; além de Itajaí, e Amambai, no Mato Grosso do Sul. Ao todo, 31 mequetrefes foram parar atrás das grades.

Na casa de um dos presos em Curitiba, nesta manhã, foi encontrada a quantia de R$ 89.700, além de duas pistolas de calibre .380 sem registro.

O trafica preso em Itajaí faz parte de uma quadrilha que está sob investigação há cerca de um ano. Desde o começo das investigações, 15 pessoas foram presas em flagrante transportando carregamentos que somam um total de 100 quilos de cocaína e aproximadamente 1,4 tonelada de maconha.

Conforme apontaram as investigações, a droga vinha do Paraguai e entrava no Brasil pelas cidades de Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, e Amambai, no Mato Grosso do Sul, e era distribuída no varejo, nas regiões de Curitiba e Londrina, no Paraná, e Itajaí, em Santa Catarina.

Apesar da droga vir dos países vizinhos, os presos responderão pelo crime de tráfico interestadual de drogas. De acordo com a PF, a classificação mais restrita ocorre por conta de uma questão técnica: os mandados foram expedidos pela Justiça Estadual do Paraná, que não tem competência para o julgamento de crimes internacionais.

  •  

Deixe uma Resposta