• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-22---s--Brasil-e-Peru-handebol-escolar

Itajaienses até bateram foto com os perdedores após fim do jogo

A estreia do time brasileiro de handebol no campeonato Sul-americano Escolar foi mais do que tranquila. Representada pelos garotos peixeiros do colégio São José, a seleção brasileira atropelou o Peru em quadra e venceu o jogo por 41 a 13, resultado que deve embalar e muito o time na sequência da competição. ?O placar foi tranquilo. Sentimos um pouco a amarelinha e o peso de representar o país. Além de sentir a estreia, que sempre é algo preocupante, a altitude pesa muito. Literalmente os meninos sentiram?, fala a técnica Cláudia Monteiro.

O artilheiro do Brasil e da partida contra os peruanos foi André Baruffi, que enfiou 10 bolas nas redes do coitado do goleiro. ?O que imperou no jogo, como sempre, foi o conjunto. De certa forma os atletas foram poupados para poderem se resguardar para as próximas batalhas, onde teremos mais perigo?, diz Cláudia.

Hoje, a seleção brasileira e peixeira enfrenta o Uruguai, time apontado pela técnica como um dos principais adversários do Brasil na competição. O jogo contra os uruguaios rola ao meio-dia do horário de Brasília. Ontem, os itajaienses encararam o Chile, mas o jogo não tinha acabado até o fechamento da edição.

Ao contrário do site oficial do campeonato, que informa que quatro times se classificam pras semifinais, Cláudia explica que o campeão será quem somar mais pontos numa única fase, que acaba sexta-feira.

Meio várzea

Não foram só a estreia e a altitude os únicos problemas que a seleção encontrou no Equador. Acostumados com ginásios bem estruturados, com quadra boa pra prática do esporte, os peixeiros vão ter que ralar muito os joelhos nos jogos, já que a quadra no Sul-americano é de cimento, nada digna de uma competição que deveria ser tratada com mais cuidado pela organização. A única coisa boa fora de quadra é o apoio que os peixeiros recebem. ?O povo equatoriano é bem receptivo, adotou o Brasil como sua segunda equipe?, finaliza Cláudia.

  •  

Deixe uma Resposta