• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-22---s--Olimpíada-Escolar---Poços-de-Caldas---20-09-2009-premiações-097

Catarinenses querem comemorar mais um título

A seleção é catarinense, mas a base do time finalista do campeonato Brasileiro Infantil de Seleções de Handebol é peixeira. Ontem, a equipe conseguiu a terceira vitória seguida em Campo Grande/MS e avançou à final do Brasileiro ao vencer Mato Grosso por 23 a 17. Único carrasco dos catarinenses até agora, são dinovo os paranaenses que Santa & Bela terá pela frente hoje, na final do campeonato, às 18h (de Brasília). Paraná bateu Tocantins na outra semifinal.

Pelo terceiro jogo seguido, um diferente setor do time catarinense se destacou: a defesa, como diz a técnica da equipe, Cláudia Monteiro. ?O destaque foi com certeza a defesa, mas a paciência e a determinação da equipe no ataque também ajudaram?.

A treinadora aproveitou pra anunciar que este será seu último ano à frente da seleção catarinense. ?Prefiro dar oportunidade pra outras pessoas mostrarem o que sabem. Esse foi o meu ciclo. O handebol de Santa Catarina nas categorias de base cresceu muito. Se não me despedir com esse título, mesmo assim vou terminar com medalha de ouro?, diz a peixeira.

Ontem, mesmo contra a segunda melhor equipe de handebol infantil do Brasil, Santa & Bela soube fazer o resultado pra chegar à final, ainda mais agora com os jogadores entrosados. ?O jogo foi bom, acredito que encontramos o time certo. Demora a encontrar o grupo. Os meninos tomaram poucos gols, 17 gols é uma média muito boa contra uma equipe muito forte e muito rápida?, explica Cláudia, que tem como motivação pra levantar a taça os próprios garotos. ?Jogaram mais do que qualquer equipe no Brasil?, garante ela.

E motivação é o que não vai faltar na final de hoje, já que os pais de alguns atletas chegaram ontem em Campo Grande pra apoiar o time. Tinha até pandeiro pra fazer a festa nesta revanche contra Paraná. ?Esperamos fazer um grande jogo na final. É isso que tô colocando na cabeça deles. Vai vencer aquele que errar menos?, finaliza Cláudia.

  •  

Deixe uma Resposta