• Postado por Tiago

Angelo , Jeison e Rafael já estão vendo o sol nascer quadrado

Quatro bandidos peixeiros meteram um assalto no início da tarde de ontem, no hotel Torresol, em Balneário Camboriú, e três deles acabaram atrás das grades. Os assaltantes chegaram a balear o gerente durante o atraque, e tentaram siscapar carregando mais de R$ 5 mil. Um dos mequetrefes foi segurado por funcionários do hotel e levou um cambau, antes de ir em cana. Outros dois, que tentavam fugir a bordo de um carango, foram dedurados por peões de uma obra que viram tudo e também ganharam o teje preso. Um terceiro, que pilotava um Peugeot preto, vazou em direção a Itajaí e não foi mais encontrado.

Era por volta das 14h30 quando o bando chegou a Balneário em três carros, que foram estacionados em lugares diferentes pra não dar bandeira. Um Gol branco, com placas do Rio Grande do Sul, ficou parado na rua 1401. Um Fiat Siena vermelho e um Peugeot preto foram estacionados na frente do hotel, que fica na avenida do Estado.

Dois comparsas ficaram no lado de foram enquanto Ângelo Bruno da Silva Muniz, 26 anos, junto com Jeison Alan da Luz, 33, entraram pela porta lateral do Torresol, apontaram duas pistolas pro gerente, Edgardo Woodward, e lascaram o mãos ao alto. O homem tava com um maço de dinheiro na mão, que seria depositado no banco pro pagamento dos funcionários. Apavorado, ele tentou fugir e Ângelo deu-lhe uma coronhada na cabeça.

O golpe foi tão forte, que arrebentou o tambor da arma que o traste carregava, e as balas saíram rolando pelo chão. Sobraram duas na agulha, que ele disparou. Um dos balaços acertou uma parede, e outro feriu a perna do gerente. Quando se deu conta da cagada que o companheiro tinha feito, Jeison botou sebo nas canelas e siscapoliu. Jeison é velho conhecido da polícia peixeira, com divesas passagens nas costas.

Ângelo, que tava com a arma estragada e sem balas, levou uma surra dos funcionários do hotel.

A vizinhança, que ouviu os disparos, avisou à puliça Militar e os bombeiros, que socorreram o gerente e o levaram pro hospital Santa Inês, e depois pra o hospital do Coração. Os meganhas pintaram na área pra tentar segurar a quadrilha. Peões que trampavam numa obra no alto do hotel Vieira`s, na esquina da avenida do Estado com a rua México, perceberam que Jeison entrou no Siena vermelho, placa MDP-1104 (Itajaí), que tinha um outro bandido no volante, e deram a volta na quadra pra resgatar Ângelo, pensando que ele teria escapado.

  •  

Deixe uma Resposta