• Postado por Tiago

TERCEIRA-DA-PAGINA----guarda-armada---arma-1

Guarda armada pode virar realidade no segundo semestre deste ano

Itajaí pode ganhar uma guarda armada em 2010. Para discutir a proposta, rola no próximo dia 9, às 19h, no auditório da prefa, uma audiência pública de apresentação do projeto de lei. O secretário de Segurança, Carlos Ely de Castro, diz que a criação da guarda é uma forma encontrada pelo município para enfrentar e combater o crime.

O projeto foi montado em cima de um levantamento da criminalidade na city. Os guardinhas teriam funções preventivas, repressivas e andariam armados de trezoitão para enfrentar a vagabundagem. O plano é dividir a cidade em 10 pontos estratégicos, sendo metade deles na zona urbana e a outra metade na zona rural. O projeto funcionará em parceria com as polícias Federal, Civil e Militar. ?É uma ideia agora transformada em projeto, em defesa do direito de preservar nossa vida, nosso patrimônio e o famoso direito de ´ir e vir´. A proposta é simples, objetiva e necessária: segurança ostensiva permanente, como forma de combater e inibir a violência?, adianta o secretário.

Caso o projeto seja aprovado pela população e pelos vereadores, serão abertas 120 vagas para agentes. O salário da galera será em torno de R$ 1,5 mil ? mesmo valor dos agentes de trânsito. A previsão é que, após a aprovação na casa do povo, seja aberta uma licitação e logo em seguida role o concurso público, que será feito pela Univali. A primeira turma, com 60 peões, deve estar pronta pra encarar os bandidos no final do primeiro semestre deste ano.

Pra tentar arregar uma vaga no novo trampo peixeiro basta ter o ensino fundamental. Os cargos administrativos serão ocupados inicialmente pelas mocinhas da extinta zona azul. ?Temos 15 pessoas que já trabalham na secretaria de Segurança, para atuarem no setor administrativo. Muitas delas já têm curso superior e estão cursando pós-graduação. Mas a ideia é dar oportunidade de crescimento e incentivar a entrada dos agentes em cursos superiores para terem um plano de carreira?, diz Ely de Castro.

  •  

Deixe uma Resposta