• Postado por Tiago

GERAL-11-ABRE-dragagem-lagoa-picarras---foto-Felipe-VT-03

Desassoreamento da lagoa Quinca Ludo já rendeu pano pra manga

O ministério da Integração Nacional liberou R$ 1 milhão para a construção de uma galeria pluvial na praia Alegre, que fica na divisa entre Penha e Balneário Piçarras. O objetivo da obra é diminuir os alagamentos, que tanto infernizam os moradores da região.

A galeria terá 500 metros. Começará no rio Piçarras e vai até o final da rua Lauro Zimmermann Filho, no mesmo bairro. A obra deve custar R$ 1.030 milhão e vai contar com uma contrapartida mixuruca de R$ 30 mil da prefa da terrinha do marisco. ?É uma obra que sempre foi uma das nossas prioridades e vai pôr fim aos alagamentos da praia Alegre?, lascou o prefeito Evandro Eredes dos Navegantes (PSDB), que tá de folga e passou o cargo pro vice, mas não perdeu a chance de aparecer.

O convênio com o governo federal será assinado no dia 15 de janeiro, quando o prefeito volta das férias. Ainda no mesmo dia a praça da lagoa Quinca Ludo será inaugurada. O evento vai contar com toda pompa possível e o mandachuva da cidade deve assinar os papélis do convênio na frente do povão.

?Após a assinatura temos até o dia 30 de janeiro para contratar uma empresa que irá desenvolver o projeto executivo da galeria pluvial?, explica o secretário de Planejamento, Reginal Waltrick. O projeto do executivo ? aquele que explica certinho como tudo vai ser feito, com prazos e orçamentos ? deve ser entregue até o dia 28 de fevereiro ao ministério. ?Se todos os prazos forem cumpridos a obra deve começar no final de junho?, acredita o abobrão. O governo federal deve autorizar o início da obra até o fim de abril.

A graninha do governo Federal foi liberada através da medida provisória que auxilia as vítimas das enchentes de 2008 na Santa&Bela. No ano passado, o prefeito Evandro e o secretário Waltrick estiveram pentelhando no ministério da Integração, em Brasília, o repasse das verbas, que só chegaram mais de um ano depois. Além de Penha, a city peixeira, Navega e Itapema e também conseguiram uma graninha através da medida provisária, somando R$ 9 milhões de repasse de verbas no total.

Relembre

As obras pra diminuir os alagamentos na região da praia Alegre já foram iniciadas em outubro de 2009. A Defesa Civil estadual arcou com as despesas do desassoreamento da lagoa Quinca Ludo, no valor de R$ 210 mil. A água da chuva transbordava e atingia cerca de 900 famílias.

A obra rendeu a maior polêmica porque cerca de um mês depois, a Fatma barrou o trampo da Baltt Empreiteira. A empresa tava jogando a areia da lagoa em local indevido, em cima do molhe, e ficou parada por três dias até que fosse resolvido o problema.

  •  

Deixe uma Resposta