• Postado por Tiago

O prefeito Edson Periquito enviou ontem um recadinho às monitoras das creches de Balneário Camboriú, que ameaçavam entrar em greve a partir de hoje. O homem-pássaro jurou que é favorável à igualdade de salários entre as monitoras e as profes, mas disse que o caso deve ser discutido entre elas e o sindicato. No final da tarde de ontem, ele se reuniu com representantes das barnabés pra tentar fazê-las desistir da paralisação. Até o fechamento desta edição, o plá ainda tava rolando e a decisão sobre o beicinho ainda não tinha saído.

Periquito encaminhou um ofício, em resposta ao papéli que recebeu do sindicato dos barnabés, com as reivindicações das monitoras. A muierada foi contratada pra um cargo que não existe mais e que não exigia que tivessem passado por uma faculdade. Mas nos últimos anos, elas foram obrigadas pela prefa a arrumar um diploma, se quisessem continuar trabalhando. Agora, com o canudo na mão, elas pedem pra serem incluídas no mesmo plano de carreira do magistério.

O prefeito-ave chorou as pitangas, disse que sempre esteve de portas abertas pra negociação e pediu que elas reconsiderassem a ideia de cruzar os braços. Depois de enviado o papéli, Periquito reuniu-se com duas representantes das monitoras, o presidente do sindicato dos barnabés, Gilberto Dallanora, e o presidente da comissão de educação na câmara, vereador Orlando Angioletti (DEM), pra tentar uma solução.

Até o início da noite de ontem, a decisão sobre a greve ainda não tinha saído. A secretária de Educação, Christina Barichello (PPS), promete que, mesmo que as monitoras façam o beicinho, as aulas nas creches serão mantidas.

  •  

Deixe uma Resposta