• Postado por Tiago

“Hoje, às 18h do dia 15 de agosto de 2009, fomos avisados que o nosso querido colega de plantão, Alessandro, havia falecido. Após semanas na UTI, com pneumonia.
Espontâneo, sincero, leal, parceiro e, principalmente, vivia a
vida intensamente!

Certamente nos deixará saudades!

Saudades da sua alegria, dos seus mil e um filminhos trazidos para assistirmos nas noites de plantão, das suas pipocas fedidas!
Saudades da sua eletricidade! Ele sempre foi muito à frente, muito
acelerado… não esperava jamais alguém fazer sequer uma solicitação! “Ah, o Alessandro? Foi lá e já fez!!”

Amamos sua simplicidade, suas mil mensagens no celular!
Amamos sua inteireza e loucura… que dias seguintes ao seu
acidente de moto não aguentou ficar em casa e veio com o pé enfaixado trabalhar. Mancando, com megainchaço, que mal a sandália fechava.

Que saudades de zoar as suas “papetes” gigantes de plástico! Do seu cheiro que impregnava o alojamento de gelol!

Saudades da televisão ligada até altas horas por causa da sua
insônia. Saudades do seu coração enorme! Nunca falava mal de ninguém!

Desse coração que um dia nos contou que tinha um grande sonho:
entregar um presente de qualidade para sua mãe.

E assim conseguiu fazer, com quase um salário inteiro dos primeiros que recebeu no sistema prisional.
Saudades de amanhecer na rebelião com você! De te ver trabalhando a mil! De te ver ajudando o Jefinho, que estava sangrando…
Encerramos esse momento de lembranças dizendo o que você mais dizia: Viva intensamente, faça o que gosta, faça acontecer! Evite discussões e brigas, pois nunca vale a pena! Seja feliz, não fale mal dos outros!
Foi um grande prazer conviver com você! Dos seus amigos de plantão do Presídio Regional de Itajaí!”

w

Ass: Carlos Alberto de Azevedo, Bianca Calil Petri, Carmen Rita de Almeida, Gláucia Nunes, Edna Dutra, Jeferson da Silva Pinto, Jadson V. de Mendonça e Carlos Alberto de Almeida

(Transcrito ipsis litteris)

  •  

Deixe uma Resposta