• Postado por Tiago

Os petistas da Penha ficaram encucados com a matéria “Prefeitura superfatura compra de terreno da família do vereador”, publicada na edição do dia 21 de janeiro do DIARINHO. A direção do partido pediu oficialmente que o Ministério Público Estadual investigue o envolvimento do prefeito Evandro dos Navegantes, do vereador Jefferson Custódio (os dois do PSDB) e dos demais parlamentares da Capital do Marisco na história cabeluda da compra do terreno.

Os vermelhinhos entregaram o pedido ao promotor Luiz Felipe de Oliveira Czesnat, do MP da comarca de Balneário Piçarras, na tardinha de sexta-feira. “Nós tivemos como base a matéria do DIARINHO, que até procurou por terrenos mais baratos na mesma localidade”, diz o presidente do PT de Penha, Carlos George.

Pro petista, o mais estranho nessa história toda são os vereadores do PMDB, que fazem oposição na casa do povo, terem aprovado o projeto mesmo sabendo que o terreno era de uma parente do tucano Jefferson Custódio. “Por isso representamos contra a câmara também, pela omissão”, explica.

Entenda o caso

O comerciante Irapuan de Oliveira, 50 anos, denunciou a compra de um terreno da rua Arno Reinaldo Silva, na Santa Lídia, pela prefa, por R$ 170 mil. A área era de Amadeu Cipriano Custódio, avô do vereador Jefferson, que teria intermediado a transação.

O metro quadrado do terreno custou aos cofres públicos R$ 131. O DIARINHO descobriu que esse valor é o dobro da média dos imóveis na Santa Lídia. Numa sessão extraordinária em 31 de dezembro, os vereadores aprovaram a compra do terreno.

  •  

Deixe uma Resposta