• 14 jul 2009
  • Postado por Tiago

Dando roupa velha, cabotinismo, injustiças…

Pingo – Estava no “Estadão”: “O convescote em L’ Áquila…o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não fez nada mais notável que distribuir camisas da seleção brasileira aos companheiros do G-5. O resultado estético foi uma foto de cinco chefes de governo exibindo aquelas peças amarelas e imitando um varal de roupas. …”

Respingo – Comentário do leitor Toshio Icizuca: “Que papelão! Lula deu uma camisa velha da seleção a Obama, pois nela constam as assinaturas de Wagner Love, Daniel Carvalho, Dida e outros que não fazem parte da seleção atual, que ganhou a Copa das Confederações. Pelo jeito, seus assessores também não entendem nada de futebol!” O pior é que também não entendem de muitas outras coisas.

Pingo – O jornal “O Estado de São Paulo” denunciou semana atrasada que recursos destinados pela Petrobrás à Fundação José Sarney, foram desviados. A Fundação é aquela que recebeu em doação o histórico Convento das Mercês e tem por finalidade, segundo o seu Estatuto, “Guardar, preservar, organizar, pesquisar e divulgar os acervos documentais do político e escritor José Sarney, durante e depois de sua passagem pela Presidência da República, ligados a seu trabalho e sua vida”

Respingo – Dias atrás, sugeri o atual Presidente do Senado como exemplo do cabotino – por tratar-se de um “homem vaidoso, que faz questão de aparecer, que faz alarde em torno do próprio nome, que procura chamar a atenção dos outros sobre si; hipócrita; impostor”. Sustentanto a sugestão, relato que consta no “Estatuto” da Fundação Sarney”ser o dinâmico parlamentar seu presidente vitalício e fundador, com a tarefa da “assumir responsabilidades financeiras” e o “poder de veto” sobre qualquer decisão tomada pelo conselho curador – também presidido pelo senador. Sarney agarra-se aos cargos tal como as cracas nos cascos dos navios, para não dizer: tal como sarna, porque aí poderia parecer trocadilho.

Pingo – O índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a inflação entre a população idosa, apresentou um acréscimo de 1,15% no segundo trimestre deste ano, superior ao aumento verificado no segundo primeiro trimestre que foi de 1,51%, segundo informou a FGV. Os aumentos verificados resultaram num total de 2,68% no semestre e 9,94% em 12 meses. Comparando-os com os índices de todas as faixas etárias: 2,66% no semestre e 4,87% em 12 meses, verifica-se que a inflação é maior para a população idosa, na sua quase totalidade composta de aposentados.

Respingo – E o governo, juntamente com a sua “maioria parlamentar”, continua entravando o projeto de lei que determina o reajustamento das aposentadorias e pensões nos mesmos índices de reajustes dos salários mínimos, verificados nos últimos anos. Esta “perseguição” está a merecer uma oposição, nas urnas eleitorais, por exemplo.

Pingo – Em que pese a maciça propaganda do PAC, o governo federal não consegue fazer deslanchar investimentos no setor de saneamento básico. Dos R$ 4,46 bilhões previstos no orçamento do FGTS para o setor, apenas R$ 34,3 milhões foram efetivamente contratados neste semestre que passou.

Respingo – O governo só pensa em “eleição” e saneamento básico não dá voto, porque as obras para a sua realização não “aparecem”. É muito melhor, para repercussão nas urnas, uma “cestinha básica”, um “vale gás”, uma “pensãozinha” que enchem os olhos e os bolsos. Já esgotos e água tratada só na hora do “aperto”.

Pingo – Sob o título “A casa dos horrores”, a revista inglesa The Economist publicou reportagem em que relata os escândalos do Senado brasileiro.

Respingo – O presidente do Senado que já é “imortal” está com tudo para finalmente se tornar um “Conde”, no lugar do “Drácula”.

  •  

Deixe uma Resposta