• Postado por Tiago

Durante a sessão de ontem da Câmara de Vereadores de Itajaí, o rechonchudo vereador Luiz Carlos Pissetti (DEM) teve aprovado por unanimidade o anteprojeto que autoriza Itajaí a requerer a instalação do Tiro de Guerra na cidade, em convênio com o Ministério da Defesa – Comando do Exército. A ideia agora passa pela avaliação do prefeito Jandir Bellini, pra dizer se rola ou não rola.

De acordo com dados do Exército Brasileiro, cerca de 1700 jovens se alistam para o serviço militar obrigatório anualmente em Itajaí. Destes, apenas 30, em média, são encaminhados às unidades militares. “Vamos oportunizar o nosso jovem a servir à Pátria; muitos dispensados têm seus sonhos e de suas famílias frustrados por não conseguirem o ingresso nas Forças Armadas”, diz o vereador.

O documento apresentado por Pissetti explica que a parceria entre os peixeiros e Brasília abre caminho para o futuro funcionamento de uma companhia militar na cidade. “É oportuno que nós batalhemos pela instituição do Tiro de Guerra aqui como forma de iniciar um processo de concretização de uma Companhia do Exército Brasileiro para os itajaienses”, destaca.

Dentre as atribuições do Executivo estão a realização de obras para a construção e o investimento para a manutenção da sede e do Polígono do Tiro. “A importância da instalação do Tiro de Guerra passa por uma questão de afirmação política e econômica. Itajaí é uma das cinco cidades mais dinâmicas do estado e a presença efetiva do Exército será mais um instrumento de aperfeiçoamento na educação e referência dos valores de cidadania para nossos jovens”, finaliza o gorducho.

  •  

Uma Resposta to “Pissetti quer Exército em Itajaí”

  1. mignon Diz:

    Esse Pisseti é mais um que não sabe como gastar o dinheiro do povo, o negócio dele é isso aí mesmo, queimar dinheiro mesmo, quando tem dinheiro não sabem gastar e gastam mau, a exemplo do porto, quando operava sozinho era uma farra, agora quebrado estão todos chorando,

    caí fora gorducho

Deixe uma Resposta