• Postado por Tiago

A polícia militar teve que levar dois pit bulls maltratados para a companhia em Navegantes. Um dos cachorrões se desprendeu da corrente, avançou em crianças na rua e atacou um cãozinho desprevenido. A fome do pit bull era tanta que ele comeu parte do vira-latinha. Para atender a ocorrência a PM chamou o adestrador Macra, que voluntariamente foi ajudar. Com o fato, ocorrido no final da tarde de sexta-feira, Macra aproveitou para chamar a atenção de que o município não tem canil, e por isso a PM teve que se virar para manter os cães.

A polícia foi chamada por volta das 17h30 na rua Raulino Couto, no Nossa Senhora das Graças. Quando chegaram no local se depararam com um pit bull esquelético, dilacerando um cachorrinho. A comunidade contou que o cachorrão correu atrás de crianças antes de encontrar pela frente o vira-latinha. Os policiais até pensaram em sacrificar o animal, mas como ele estava entretido na comida, achou melhor chamar Nilton Oliveira Martins, 44 anos, o Macra. O adestrador conta que quase todo mês dá uma ajuda voluntariamente pra PM, já que o município não tem qualquer serviço de auxílio a animais desamparados.

Na casa onde rolou o fuzuê havia dois pit bulls presos por correntes. O que conseguiu se soltar armou o furdunço na rua. Os cães estavam há mais de um mês sem comer direito. O dono é Sérgio Soares, 31 anos, que não estava em casa na hora do ocorrido. Cerca de cinco policiais e mais o adestrador foram atender a ocorrência. A PM botou os cães na viatura e trouxe até o centro, para tentar resolver onde deixaria os coitadinhos.

Os policiais e o adestrador levaram mais de meia hora procurando alternativas para encaminhar os pit bulls, no entanto, o jeito foi a PM levar pra companhia. Com isso, Macra atenta mais uma vez sobre a falta de um canil municipal para cuidar dos animais maltratados. Na sexta ele chegou a falar com o vice-prefeito da city, Emílio Vieira, mas nada ficou resolvido. “Onde está o canil municipal, prefeito?”, pergunta ele em tom de insatisfação.

  •  

Deixe uma Resposta