• Postado por Tiago

INTERNA_15_abre-direita_foto-chuck-norris

Compraram por R$ 500 a carteirinha frajuta

Três playboyzinhos chegados numa balada reclamam que tão querendo acabar com a farra deles. M.F., 21, M.J., 21 e B.C.C., dizem que compraram, no início do ano, uma carteirinha por R$ 500 para ter direito a entrar em duas baladas de Balneário Camboriú digrátis. Agora, uma das casas noturnas tá se negando a deixar os três curtirem a festinha, alegando que trocou de proprietário. ?Então a gente quer parte do dinheiro de volta?, exige um dos jovens.

As baladas Djunn Music Place e Empório GH, ambas na Barra Sul, pertenciam ao mesmo dono. As carteirinhas permitiam ao cliente entrar numa buena sem pagar nos dois locais até o último dia do ano e ainda levar uma namoradinha à tiracolo.

O problema é que o GH foi arrendado para outro empresário e desde maio os três baladeiros não estão conseguindo mais entrar no bate-coxa. A casa noturna teria explicado somente que o proprietário do local mudou. ?Mas eles nem mudaram de nome, nada?, estranha B.. A direção do GH também não deu qualquer explicação aos clientes. De qualquer jeito, eles não querem ficar no preju e esperam ser ressarcidos.

Promessa feita

Herlon Hamm, proprietário do Djunn, concorda com a reclamação da playboyzada, mas respassou a responsa pro pessoal que comprou o Empório GH. Diz que ficou acertado verbalmente que a carteirinha iria continuar valendo. Mas Herlon acredita que isso dificilmente vai acontecer, já que o arrendamento termina este mês e o local já foi vendido.

?Mas não vou apenas jogar a culpa pro outro lado. Quem se sentir lesado com a situação, já que pagou pela carteirinha, pode nos procurar que iremos resolver. Providenciaremos a carteirinha do próximo ano de graça pra esse pessoal?, promete o empresário.

Herlon diz que o pessoal pode procurar a administração do Djunn pelo telefone (47) 3361.1516.

O representante da boate Empório GH não foi encontrado pelo DIARINHO.

  •  

Deixe uma Resposta