• Postado por Tiago

INTERNA-10-ABRE---g---pneus-na-usina

Já faz um ano que os pneus tão jogados na usina

Os pneus jogados na usina de reciclagem de Balneário Camboriú, no bairro Várzea do Ranchinho, estão fazendo aniversário. A vizinhança tá preocupada porque tem água parada nos pneus e o lugar já virou um criadouro de mosquito. Uma das viznhas da usina teve os sintomas da dengue nos últimos dias e foi parar no hospital.

Em julho do ano passado, cerca de 10 mil pneus estavam espalhados pelo pátio da usina de reciclagem e a prefa, que na époica era responsável por dar um fim no entulho, não movia uma palha pra resolver o problema.

O problema voltou à tona em janeiro, quando o prefeito Edson Periquito (PMDB) assumiu a cadeirinha mais cobiçada de Balneário. A nova administração alegou que nada podia fazer porque dependia de uma assinatura de um convênio com uma empresa pra transportar os maldito pneus. Mais seis meses se passaram e o depósito continua do mesmo jeito. Os pneus permanecem espalhados pelo pátio, acumulando água e servindo de moradia pra tudo que é tipo de bicho esquisito.

Um morador da redondeza tá com medo de ser vítima do descaso. O sujeito, que preferiu não se identificar, afirma que sua mulé foi levada na quinta-feira à noite pro hospital com febre alta e dor no corpo, sintomas de dengue. ?Aquilo ali tá cheio de mosquito e tá proliferando a dengue. Daqui a pouco vai ter gente morrendo de dengue por aí?, lascou.

Lei do Paraná

A nova culpada pela permanência dos pneus na usina é uma lei paranaense. Segundo o secretário de meio ambiente, André Ritzmann, os pneus seriam transportados até São Paulo pela empresa Reciclanit, mas a lei do estado vizinho, que entrou em vigor no início desse ano, impede que qualquer veículo trafegue com pneus pelas estradas dso Paraná. ?Como impede que passe, não tem como chegar em São Paulo?, explicou

Apesar do problema, o secretário garante que está levantando possibilidades pra tirar o depósito nada agradável de lá. Montou o projeto de uma usina de pneus que destrói e transforma o material em pó. No entanto, a ideia ainda tá só no papéli. ?Estamos procurando um outro meio de negociar com a Reciclanit?. André afirma que também levará o problema a próxima reunião do conselho ambiental da Amfri, que será realizada no fim do mês.

O abobrão grante garante que a vigilância sanitária tem aplicado veneno diariamente pra evitar que bichos peçonhentos e mosquitos transmissores de doença se criem na usina.

  •  

Uma Resposta to “Pneus velhos fazem aniversário na usina de reciclagem de Balneário”

  1. emasa Diz:

    Ja ouviram falar em navio???

    Coloca a porcariada num navio e no dia seguinte ele ta em Santos!

Deixe uma Resposta