• Postado por Tiago

Assim que souberam do assalto ao Besc de Bombinhas, os meganhas montaram barreiras pelas cidades da região pra tentar encontrar os bandidos, mas não acharam nem rastro dos caras. Por incrível que pareça, até ontem à tarde a polícia Rodoviária Federal (PRF) ainda não tinha sido avisada sobre o atraque e nem sobre a fuga dos assaltantes. Por conta disso, a possibilidade de pegar os caras na estrada foi por água abaixo.

As investigações ficaram sob a responsa do delegado André Manoel de Oliveira Filho, da central de Investigações de Balneário Camboriú, que tá contando com o apoio do dotô Luiz Carlos Hauffe, de Porto Belo. Ontem à tarde, os dotôres ouviram as testemunhas pra tentar achar alguma pista dos vadios.

Apesar de não poder contar com as imagens internas do banco, a polícia tá tentando identificar os carangos que participaram do atraque através das câmeras instaladas nas avenidas principais de Bombinhas. “Eles aparecem em três locais, mas ainda não foi possível verificar as placas”, contou dotô André.

O delegado acredita que os bandidos já estavam há algum tempo pela região, sondando terreno, antes de meterem o assalto. As vítimas disseram que os integrantes do bando tinham sotaque de São Paulo. A polícia pede que quem tiver alguma informação que possa levar ao paradeiro da quadrilha telefone pro disque-denúncia, 181, ou pra central de Investigações, no (47) 3264-6614. Não é preciso identificar-se.

  •  

Deixe uma Resposta