• Postado por Tiago

Tiro no peito botou Hudson Queiroz malemal no hospital

Uma cirurgia pode ter safado da morte o ex-diretor do departamento de Administração Penal (Deap) da Santa & Bela. Hudson Queiroz, segundo a família, foi vítima dum disparo acidental de um trabuco 38, na manhã de ontem, no seu apartamento, em São José. Ele se preparava pra se mudar pra um sítio em Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Floripa, quando foi baleado no peito.

Hudson tá internado no hospital regional de São José. O boletim médico, divulgado na tarde de terça-feira, informou que a cirurgia foi bem sucedida e necessária pra retirar restos do projétil, que atravessou o corpo do coitado. A polícia investiga o caso pra apurar bem direitinho a história. Uma vizinha do apê, onde Hudson mora com a família, foi quem ligou pro 190 e contou que ouviu o estouro e em seguida os gritos de socorro da mulher do ex-diretor. Ela então chamou a polícia, que chegou rapidinho, seguida pelo Samu.

A família não sabe explicar como Hudson foi baleado. ?Não sei dizer o que foi que aconteceu. Se a arma caiu da mão dele, se ele estava limpando a arma, ou se ela caiu de algum lugar. Sabemos é que a arma caiu e um tiro o atingiu no peito. Nisso tudo o que nos tranquiliza é que a bala não atingiu nenhum órgão vital?, revela Hugo Queiroz, irmão do ex-diretor do Deap.

A equipe da central de Polícia de São José é quem vai tentar desvendar o que rolou no apê. Mas os tiras só vão pegar pra valer no caso quando Hudson estiver em condições de contar direitinho o que aconteceu. Também é aguardado o laudo do instituto Geral de Perícias, uma vez que ontem foi até cogitado que alguém pode ter tentado apagar o cabra.

Desencontro

Ontem, a primeira informação sobre o caso era de que Hudson havia sido encontrado morto em sua cama, com a arma ao lado. Como o ex-diretor do Deap é uma pessoa muito conhecida na capital, logo os irmãos foram localizados e informaram que Hudson havia levado um tiro sim, mas que tava indo com vida pro hospital.

?Pode ter acontecido aí um telefone sem fio. Claro que a notícia de um tiro no peito é algo que nos parece num primeiro instante algo sem volta. Meu irmão entrou no hospital inconsciente, mas respirando?, conta Hugo.

O irmão não acredita que Hudson tenha tentado se matar por conta das acusações de que ele comandaria as sessões de tortura no presídio de São Pedro de Alcântara. As imagens vazaram pra TV no ano passado e o cabra acabou pedindo pra deixar o Deap.

Hudson sempre alegou inocência e o que rola à boca nada miúda é que os comandantes da segurança e da cidadania catarinense sabiam das maldades cometidas contra os presos. ?Ele realmente estava muito abalado com toda essa história. Estava enfrentando um momento de depressão. Estava licenciado da Ufsc, mas tinha o apoio de toda a família em relação a essas acusações?, acrescenta o brother.

  •  

Deixe uma Resposta