• Postado por Tiago

Os tiras da polícia civil de Luís Alves já sabem quem são os bandidos que levaram R$ 100 mil do posto do Bradesco, quinta-feira, depois de fazer o gerente refém. A polícia conseguiu identificar os bandidos, com a ajuda das imagens do sistema de segurança de uma loja que fica em frente ao posto do banco. O gerente foi obrigado a dirigir para os bandidos, durante a fuga, até à BR-470. No local os mequetrefes assumiram o volante do carro e o colocaram no porta-malas.

O carro e o gerente foram abandonados em uma estrada de terra, no interior de Ilhota. Depois de muito esforço, o gerente conseguiu sair do porta-malas e pedir ajuda para um morador da região. O coitado chamou a polícia, que encontrou o gerente do banco em estado de choque.

O assalto

Os bandidos aproveitaram pra meter o assalto por volta das 8h da manhã de quinta-feira, quando o gerente do banco chegava para mais um dia de trabalho. O coitado foi orientado a fazer tudo o que eles mandassem, sem dar um pio, pra não chamar a atenção .

Depois de pegar o dinheiro, os ladrões foram até a casa do gerente. Ao chegar ao local, fizeram tortura psicológica contra o coitado usando a foto das duas filhas, dizendo que se ele não cooperasse a família poderia sofrer as consequências.

Em seguida, o obrigaram a pisar fundo no acelerador em direção à rodovia. A vítima dirigiu até à saída da cidade. Apesar ter identificado as fuças dos bandidos, a polícia não tem qualquer pista de onde eles foram se enfiar depois de meter o crime.

Esse foi o segundo assalto a banco realizado na cidade em sete dias. No primeiro crime, um homem entrou na agência do Banco do Brasil/Besc, e rendeu o gerente. Na época, o valor levado pelos bandidos não foi revelado.

  •  

Deixe uma Resposta