• Postado por Tiago

dese-blitz-falso-pai

Roberto Cipriano, 21 anos, foi vítima de uma baita sacanagem na tarde da última terça-feira. Ele foi confundido com um cara que não pagou pensão alimentícia e acabou em cana. A confusão aconteceu porque os dois têm o mesmo nome. Antes da PM de Itajaí descobrir o erro, o coitado passou mais de três horas algemado, feito bandido, sendo levado de um lado para o outro.

O rolo começou às 15h30. Roberto, que é de Navega, veio a Itajaí com um amigo e deu de cara com uma bliz da PM na rua Alfredo Trompowky, na Vila Operária. Ao checarem os documentos de Roberto Cipriano, encasquetaram que ele tava com a prisão decretada por supostamente não ter pago a pensão alimentícia de uma filhota de 14 anos.

Mesmo afirmando aos PMs que nunca foi casado e muito menos tinha filha de 14 anos, Roberto foi algemado como um criminoso e levado pra 1ª depê peixeira. Na delegacia, sem confirmar se o rapaz era mesmo procurado pela dona justa, os policiais civis lavaram as mãos e mandaram a PM levar Roberto para o fórum. Na casa da dona justa, também nada foi confirmado sobre a suposta culpa do dengo-dengo.

Mesmo assim, os PMs continuaram mantendo Roberto algemado e, estranhamente, o levaram para o batalhão. Somente no quartel é que os policiais se convenceram de que Roberto não era o mesmo que estava sendo procurado.

Roberto chegou a ficar aliviado e pensou que iria ser liberado, pois tiraram suas algemadas. Quando ele disse que não assinaria nenhum termo de soltura sem a presença do seu advogado, acabou se estrepando novamente. ?Um policial me disse que tinha perdido então a chance de ser liberado e me algemaram de novo?, conta.

De Itajaí, o rapaz, que nunca teve qualquer problema com a polícia, foi levado ao fórum de Navegantes. Somente lá pelas 19h conseguiu ser solto. Sua família foi ao fórum e tudo ficou explicado. ?Mas ninguém me pediu desculpas pelo erro?, revolta-se. Roberto diz que vai entrar com uma ação na dona justa contra a PM.

O que diz a PM

O tenente Rafael Vicente, de Navega, diz que no banco de dados da PM consta um Rafael Cipriano com mandado de prisão em aberto. Como ele foi encontrado, argumenta o oficial, os policiais são obrigados a cumprir a regra, que é prendê-lo. ?Se ele é um homônimo, isso será verificado somente no fórum?, diz o tenente.

Roberto teria sido feito de peteca porque o cadeião de Itajaí está interditado. Os policiais militares, justifica o oficial, estavam procurando um local para deixar o rapaz e, como ele é de Navega, foi deixado no fórum dengo-dengo. ?Na Civil eles só aceitam prisão em flagrante e então o preso fica sob responsabilidade da PM?, explicou.

  •  

Deixe uma Resposta