• Postado por Tiago

A polícia civil peixeira não tem pistas que possam levar ao autor dos tiros que quase mandaram Adriano Pereira comer capim pela raiz na noite do dia 29 de junho, na festa de São João, em Itajaí. Como a vítima não conseguiu passar nenhuma característica dos atiradores, a polícia conta agora com a ajuda do povão para tentar encontrar os responsáveis pelos tiros. Como não tem nenhuma referência, o COP tá encontrando dificuldades em continuar com as investigações.

Adriano e um colega tavam passeando pela festoca, quando se envolveram numa confusão com um grupo de mal-encarados. Com a pendenga resolvida, a dupla resolveu aproveitar um pouco mais a festa, mas quando tava deixando o local, foi parada por um trio de mequetrefes. Um deles tirou um revólver do bolso e apertou o gatilho três vezes contra Adriano. O garotão recebeu dois tirombaços, mas conseguiu driblar a morte.

O caso foi parar nas mãos dos investigadores do COP, que chamaram as vítimas para prestar depoimento. Tanto Adriano como o amigo não deram nenhuma informação que possa ajudar a polícia. O delegado Rui Garcia dos Santos, por sua vez, descartou a possibilidade de ser acerto de contas do mundo do tráfico, já que Adriano não tem envolvimento com drogas e nem passagem pela justa. Quem tiver alguma informação sobre o atirador, pode entrar em contado pelo telefone (47) 3241-1521.

  •  

Deixe uma Resposta