• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA--SETE-ABRE-reuniao-sobre-o-copom---comandante-geral-da-pm-coronel-eliesio-(4)

Otoridades prometem brigar pela manutenção do Copom peixeiro

A câmara de Vereadores de Itajaí pretende chamar a população para participar de uma audiência pública pra debater a proposta de fechamento do Copom do 1º batalhão de Polícia Militar. A sugestão do comando da PM é unificar os serviços em Balneário Camboriú, onde tem uma estrutura mais moderna que a existente na city peixeira.

A proposta da audiência será apresentada pelo vereador Laudelino Lamim (PMDB). Em uma reunião realizada na sede da associação Empresarial de Itajaí (ACII), na noite de segunda-feira, o prefeito Jandir Bellini (PP) já se manifestou contrário à transferência. Lamim acredita que a transferência do Copom vai piorar o atendimento da PM aos moradores do município.

O vereador entende que um assunto tão importante como este precisa ser discutido na casa do povo. ?Não é assunto para ser discutido com meia dúzia da empresários?, destacou. Com a experiência de quem já coordenou o Copom em 1994, Lamim explica que na prática quem trabalha em Balneário não conhece a cidade como os PMs que estão lotados em Itajaí. ?Orientar quem tá fazendo ronda vai ser um Deus nos acuda?, acredita. ?Imagina uma ocorrência nos Cordeiros ser atendida por um policial que não conhece a cidade. Olha o tamanho que tem os Cordeiros, como ele vai se achar e ainda orientar alguém??, avaliou o vereador.

Já o comandante geral da PM, Elisésio Rodrigues, acredita que com a transferência para Balneário vai melhorar o serviço de atendimento à comunidade peixeira. Ele garante que os equipamentos instalados em Balneário são infinitamente melhores que os de Itajaí e os atendentes mais capacitados.

O chefão dos milicos defende a transferência do Copom porque acha inviável fazer em Itajaí um investimento como o que foi feito no Balneário (R$ 1,5 milhão), já que a cidade vizinha tem estrutura para atender todas as cidades da região, sem prejudicar a comunidade.

Mais policial nas ruas

Com o fim dos serviços do Copom peixeiro, a PM promete liberar oito policiais pra trabalhar nas ruas da city, o que pro coronel aumentaria a segurança na city. O comandante acredita também que o tempo de espera entre uma ocorrência e outra será reduzido, caindo de 15 pra quatro minutos.

Lamim explica que isso tudo é balela, porque a prefa já se dispôs a ceder 12 guardas de trânsito pra serem capacitados e trabalharem no monitoramento, liberando os policiais para trampar nas ruas da cidade. Junto com a proposta de audiência pública defendida por Lamim, está em estudo uma visita técnica à nova central de Emergência em Balneário Camboriú.

Depois da visita, o prefeito Jandir Bellini vai encaminhar ao governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) um documento com a posição de Itajaí, contrária ao fechamento do Copom. Durante a campanha eleitoral, o prefeito prometeu fazer em Itajaí uma central integrada semelhante à que tem na Maravilha do Atlântico, unificando os serviços do SAMU e bombeiros. É esperar pra ver…

  •  

Deixe uma Resposta