• Postado por Tiago

O maior cartão postal da Santa & Bela, interditado há mais de duas décadas ao trânsito de carros e pedestres, não vai ser reaberto até o final deste ano. A falta de licenças ambientais impede que o governo consiga recuperar o vão central da ponte Hercílio Luz sem ter que desmontá-la.De acordo com o engenheiro Romualdo França, secretário de Infra-estrutura, o governo tá fazendo de um tudo pra conseguir as licenças. Caso não role, a opção é desmontar a ponte pra passar sobre ela o prometido metrô de superfície.

“A forma mais rápida de executar a obra seria o escoramento provisório de toda a plataforma principal. Com isso pode ser feito o levantamento das duas torres para trocar as rótulas que estão desgastadas pela ação do tempo. Desmontar o vão central é fazer o serviço contrário de montagem da ponte”, conta.

De acordo com o engenheiro, caso as licenças sejam conseguidas em até dois meses, a ponte poderá ficar pronta em pouco mais de um ano. “Se for de outra forma, no caso a desmontagem, vamos perder seis, sete meses”, conta.

França lembra ainda que a desmontagem do vão central da ponte gerará um grande transtorno e que será preciso agilizar o processo de desocupação da área das cabeceiras, ocupada de forma irregular. Será preciso espaço pra colocar a estrutura a ser recuperada. “Precisamos tirar essas invasões até porque temos que ter segurança durante a realização da obra”, reforça.

A ponte

A Hercílio Luz completará em 13 de maio 84 anos. É a maior ponte pênsil do Brasil. É a primeira ligação terrestre ilha-continente e foi interditada ao tráfego a primeira vez em 1982 por questões de segurança. Em 1988 foi reaberta ao tráfego de pedestres e bikes e fechada em 91, junto a boatos de que poderia desabar a qualquer momento. Desde então, a ponte vive das promessas dos governantes. Todos prometem recuperar o patrimônio histórico, mas até agora ninguém deu conta de fazer o serviço.

  •  

Deixe uma Resposta