• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-PÁGINA-CINCO-ABRE---p--acidente-na-br-101-(5)

Fluxo de veículos intenso e excesso de água na pista exigiram muita atenção dos motoristas

Um engavetamento na BR-101, na manhã de ontem, envolvendo cinco carangas deixou o trânsito no sentido Norte da rodovia virado num alho. O acidente aconteceu no topo do viaduto que fica sobre a estrada que liga Itajaí a Brusque, pela avenida Contorno Sul. Os amarelinhos da Autopista Litoral, concessionária da rodovia, tiveram que se virar para liberar o trânsito e garantir o fluxo de veículos, que não parava de aumentar.

O motorista do C3, placa 8760 (Cascavel/PR), Clóvis Fogaça, contou que freou em cima da pista para evitar um acidente. Com a manobra, a Parati, MEH 5736 (Palhoça), conduzida por Gabriel Custódio, o Ford Ka, placa MEL 5995 (Itapema), dirigido por Mel Thiesen, e mais o Fiat Uno, placa MFC 2919 (Curitiba/PR), que tinha na boleia a turista paranaense Maria Inácio, foram batendo em sequência. No acidente, o caroneiro do Uno, Felipe Inácio, ficou ferido sem gravidades. Ele foi socorrido pelo corpo de bombeiros, levado para o hospital Marieta Konder Bornhausen e liberado pouco depois. O último possante a se envolver no acidente foi a caminhonete, placa PPR 0875 (São Paulo), dirigida por Luiz Fernando.

A Polícia Rodoviária Federal informou que durante todo o dia o movimento de veículos foi intenso nas rodovias federais de Santa Catarina, com pequenos congestionamentos nas regiões das praças de pedágio e na junção da BR-282 com a BR-101, na Grande Florianópolis.

De acordo com a assessoria da Autopista Litoral a velocidade média da rodovia ontem era de 50 Km/hora.

São João do Itaperiú

O motorista Orlando da Silva, 36 anos, escapou da morte na tarde de ontem, depois de tombar o caminhão carregado de banana na SC-474, em São João do Itaperiú, pertinho de Barra Velha, por volta das 14h. Orlando perdeu o controle da direção do bruto, placa ALO 2640 (Palmas/PR), no trecho conhecido como curva da morte. Os bombeiros de Barra Velha, que socorreram o motorista, acreditam que o caminhão não conseguiu ficar em cima da pista, por conta do asfalto molhado.

O caminhoneiro tinha acabado de carregar uma carga de banana que ia descarregar no Paraná, mas teve a viagem interrompida no acidente. Orlando conseguiu sair do caminhão por conta própria e ficou esperando os vermelhinhos chegarem. Apesar do susto, o motora não se machucou. No local, duas motocas bateram de frente há pouco mais de um mês. Um motoqueiro morreu na hora e dois foram parar no hospital em estado grave, mas conseguiram driblar a morte.

  •  

Deixe uma Resposta