• Postado por Tiago

Cabrita bateu na ilha de segurança antes de ir pro chão

O pedreiro Gilmar Machado, 39 anos, morreu quinta-feira, em Navegantes, depois de se envolver em porradaço feioso. O coitado perdeu o controle da cabrita que pilotava, no Km 2,5 da BR-470, depois de bater em uma ilha de segurança. Com o impacto da colisão, o motoqueiro ficou estirado no chão e foi atingido por um bruto, que vinha logo atrás. O motorista do caminhão não conseguiu desviar de Gilmar, que morreu na hora. A polícia informou que o motoqueiro tava a bordo da motoca, placa MDV 3553 (Itapema). O corpo do pedreiro foi parar embaixo do caminhão dirigido por Edílson Worn, 27.

Os vermelhinhos foram chamados pra tentar salvar o pedreiro, mas quando chegaram ao local não tinham mais a fazer pelo coitado. O corpo foi encaminhado ao IML de Itajaí e depois liberado à família.

Gilmar era natural de Otacílio Costa e atualmente morava em Navegantes, onde ganhava a vida como pedreiro. Por causa do acidente, a pista ficou interditada por cerca de uma hora.

Ilha maldita

Essa não é a primeira vez que a ilha maldita aparece nas estatísticas de acidentes de trânsito da BR-470. Em agosto, o DIARINHO publicou uma reportagem, em que mostrava que a ilha de segurança virou uma armadilha pros motoristas desatentos que cruzam a BR-470. Segundo a polícia Rodoviária Federal, a responsabilidade é do departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Como os motoristas não conseguem ver a ilha, principalmente à noite, acabam enfiando a caranga em cima.

Mais um motoqueiro sistrepa

Em Itajaí, o motoqueiro Fernando Gonzato, 18 anos, morreu ontem por volta das 16h vítima de acidente de trânsito na rodovia Osvaldo Reis. O coitado deu de cara com uma árvore, foi levado para o hospital e não resistiu.

  •  

Deixe uma Resposta