• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-PÁGINA-NOVE---ABRE-p--acidente-br-470-ok-(1)

Acidente na estrada que liga Itajaí a Blumenau botou três na roda

Uma gringa fez a sua última viagem na noite de quinta-feira em Balneário Camboriú. A paraguaia Daisy Margarita Mercado Canete, 41 anos, morreu depois que a moto em que viajava de carona se envolveu num acidente na BR-101.

Ela estava montada numa cabrita que acertou um carango. A mulé ficou muito machucada, não resistiu e morreu no local. O carango envolvido no porradaço ainda não foi identificado.

Testemunhas contaram pra polícia rodoviária federal (PRF) que Daisy cruzou o quilômetro 137 na companhia do argentino Claudio Roberto Fernandez Molina, 48. Eles estavam a bordo da 125 Intruder, placa MDQ 6713, e bateram de lado com um possante que seguia na mesma pista.

Com a força da trombada, a motoca voou longe. Claudio e Daisy caíram no chão e ficaram malemal. A mulher teve ferimentos internos e morreu segundos depois da batida. O corpo foi encaminhado pra perícia no instituto médico legal (IML) da Maravilha do Atlântico Sul, onde aguarda a liberação pros familiares paraguaios.

Já o motoqueiro Claudio ficou todo quebrado e foi atendido ainda na estrada pelos socorristas da Autopista Litoral Sul, a concessionária da BR-101. Ele foi levado pro hospital Santa Inês, onde permanecia internado até o fechamento desta edição.

O carro que bateu de lado com a moto dos gringos não ficou no local pra prestar socorro. Depois de ver a cagada, o covarde tratou de pisar fundo no acelerador e simandou sem deixar rastro. Nem o povão bisbilhoteiro que tava na área conseguiu anotar a placa do possante. A PRF trabalha agora pra identificar qual é o carro e o motorista envolvidos no acidente.

Gaspar

Na BR-470, uma batida entre duas carangas e mais uma moto por pouco não virou tragédia. No acidente, a motorista S.H., 20 anos, do Vectra, placa CST 9278 (Gaspar), avançou a preferencial acertando em cheio o Uno, placa VOH 3596 (Nova Santa Rita/RS), que seguia pra Itajaí, dirigido por A.C., 54 anos. Com a força da porrada, o pneu reserva do Uno, que fica sobre o motor, saltou acertando a cabrita MFS 8194 (Itajaí), dirigida por A.B.M., 52, que ia pros lados de Blumenau. O motoqueiro se esborrachou no chão, cortou as mãos e machucou os joelhos. Apesar do susto, o coitado foi medicado e liberado.

  •  

Deixe uma Resposta