• Postado por Tiago

Mudanças no trânsito podem acabar com os acidentes

Tá virando rotina em Itajaí os porradaços nas rótulas do trânsito peixeiro. Só nesta semana foram registrados dois acidentes feiosos na rótula da avenida Reinaldo Schmithausen, no bairro Cordeiros. No primeiro, uma caranga capotou e no segundo um motoqueiro foi atingido por um pneu de caminhão quando circulavam pelo trecho, que é campeão de registro de acidentes na avenida. Por sorte ninguém se machucou.

Além da imprudência de alguns motoras, para o chefão da coordenadoria de Trânsito de Itajaí (Codetran), José Alvercino Ferreira, O Zé da Codetran, o maior problema das rótulas é o excesso de carangos circulando na city. ?As rótulas não têm nenhum problema técnico, mas elas foram projetadas quando a cidade tinha 50 mil veículos, hoje tem 110 mil. É normal que não dê conta do tráfego?, justifica.

O índice de acidentes deve diminuir no ano que vem, quando a Codetran e a prefa pretendem fazer uma reformulação no trânsito peixeiro. A ideia é tirar as rótulas, construir viadutos e reformar as principais avenidas. Segundo Zé, as obras preveem mudanças drásticas na Schmithausen e na Adolfo Konder. ?O projeto é tirar as rótulas, criar ciclovias e fazer os retornos ao longo das rodovias, como é a avenida das Torres, em Curitiba?, compara.

A obra depende de quanto o prefeito Jandir Bellini vai conseguir de recursos com o governo federal. Enquanto a grana não sai, o coordenador da Codentran acredita que se os motoras tivessem mais atenção no trânsito os acidentes iriam diminuir. Na noite de terça-feira, o condutor de um Palio se perdeu sozinho na rótula da Schmithausen e capotou, mas saiu ileso da batida. Além da rótula em que rolou o porradaço, a rotatória da avenida Adolfo Konder, perto da rodoviária, é apontada por Zé como outro ponto de acidentes constantes em Itajaí.

  •  

Deixe uma Resposta