• Postado por Tiago
Foto: Júlio Fantin / Portal G Festa começou à tarde e terminou às 22h por ordem da polícia

Foto: Júlio Fantin / Portal G Festa começou à tarde e terminou às 22h por ordem da polícia

Nem a chuva e nem a ordem da polícia Militar de encerrar o evento antes da hora atrapalhou o público que no domingo participou da quarta edição da Parada da Diversidade, na capital. De acordo com o idealizador do evento, o vereador Tiago Silva (PPS), 100 mil pessoas deram o ar da graça na festa que celebrou a aprovação esta semana da lei que pune crimes sexuais na capital catarinense. A lei foi sancionada diante a multidão pelo prefeito Dário Berger (PMDB).

De acordo com informações do Portal G, “houve falta de policiais para a Parada, aliás, era difícil encontrar algum policial pela avenida, um verdadeiro desrespeito com os organizadores e o público presente”. Tiago Silva não quis polemizar sobre o cancelamento de shows e o término da festa uma hora e meia antes do previsto. Segundo o Portal G, o motivo alegado nas ligações ameaçadoras era a saída de um público superior a 15 mil pessoas do estádio da Ressacada, onde o Avaí jogou e perdeu pro Internacional.

“Estas são situações que podem ocorrer. O que importa é que o evento não teve registro de violência e temos agora uma lei que garante respeito e dignidade ao público GLBT não só no dia da Parada, mas durante todo o ano”, conta.

A polícia Militar não se manifestou sobre o pedido de encerramento da festa, que de acordo com a organização do evento, teria que ter acabado somente às 23h30.

  •  

Deixe uma Resposta